Rota das Dez Cachoeiras aposta no turismo de base comunitária

0
Semana do Empreendedorismo Sebrae Nanuque

Um projeto do Instituto Estadual de Florestas (IEF) vem promovendo o desenvolvimento sustentável por meio da conexão das comunidades, turistas e visitantes. Trata-se da “Rota das Dez Cachoeiras”, que reúne atrativos, caminhos e serviços da região do Parque Estadual Serra do Intendente, localizado no município de Conceição do Mato Dentro. O trabalho é feito em parceria com a prefeitura municipal e também com as comunidades do entorno do parque, como Três Barras, Cubas, Tabuleiro, Parauninha, Candeias e Baú.






O turismo de base comunitária tem como principais componentes a promoção da conservação ambiental, valorização da identidade cultural e geração de benefícios diretos para as comunidades receptoras. Com essa referência, a “Rota das Dez Cachoeiras” é uma estratégia que possibilita o envolvimento das comunidades na prestação de serviços, como hospedagem, alimentação, condução de visitantes, comercialização de artesanatos e produtos locais.

Serviços como restaurantes, venda de lanches rápidos, camping, pousadas, hospedagem domiciliar, aluguel de imóvel, condutores de turismo, estacionamento e transporte (como taxi e vans) são cadastrados. Eles passam a fazer parte de uma lista oficial divulgada pela gerência do parque e pelo site da prefeitura, além do trabalho ‘boca a boca‘ realizado junto aos turistas que visitam a região.

“Esse cadastro proporciona uma melhor estruturação dos serviços prestados no entorno da unidade de conservação, garantindo ao turista que, ao percorrer a rota das dez cachoeiras, de bike, a pé ou a cavalo, possa saber onde poderá se hospedar ou se alimentar”, diz o gerente do parque, Marcos Alexandre dos Santos. Além disso, o projeto inclui também ações estruturais como a construção de banheiros, estacionamentos, melhoria das cozinhas e refeitórios das residências, mapeamento e sinalização completa das trilhas e do eixo principal das rotas.

A conclusão do Plano de Ação 2019 está previsto para setembro, quando será realizada uma caminhada inaugural pelas rotas que levam às cachoeiras. A comunidade também participa do processo por meio de reuniões para apresentação e aprovação do projeto, que é embasado em três premissas: identificar, cadastrar e fomentar os prestadores de serviço. O IEF trabalha agora com o planejamento de uma capacitação para os moradores do entorno, com objetivo de orientá-los para prestação de serviços essenciais e de melhor qualidade aos visitantes dos parques.

“Esse trabalho traz amplos benefícios para a sociedade como um todo, gerando renda para os moradores e estreitando as relações da comunidade com a natureza. Além disso, acreditamos que agregar a comunidade à gestão do parque gera comprometimento e pertencimento da comunidade, que passa a atuar também como fiscalizador”, diz o gerente.

Nos últimos dois anos, já foram cadastrados 60 prestadores de serviços, com 110 atividades.

Na região existem mais de dez cachoeiras e, ao longo do perímetro do parque, existem mais de 20 acessos. Oito guarda-parques trabalham, diariamente, auxiliando na proteção da natureza, na prevenção e combate aos incêndios florestais, além de darem todo o suporte no atendimento ao público que visita o parque.

A iniciativa, desenvolvida pelo IEF, também conta com apoio de associações comunitárias do entorno e de organizações não governamentais (ONGs) que atuam na região. Nos últimos dois anos, já foram cadastrados 60 prestadores de serviços, com 110 atividades.

Foto: Divulgação/Evandro Rodney/Agência Minas

Parque Estadual Serra do Intendente

Inserido nos distritos de Tabuleiro e Itacolomi, no município de Conceição do Mato Dentro, o parque abrange uma área de 13.508,83 hectares. A criação da unidade de conservação reforça o trabalho do Governo do Estado na proteção ao complexo do Espinhaço, reconhecido como Reserva da Biosfera em 2005, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

O Parque Estadual Serra do Intendente, juntamente com o Parque Natural Municipal do Tabuleiro, Parque Nacional da Serra do Cipó e a Área de Proteção Ambiental (APA) do Morro da Pedreira, forma um corredor contínuo de unidades de conservação nas altas terras da Serra do Espinhaço.

A rota

A “Rota das Dez Cachoeiras” consiste em um percurso de 34 quilômetros, que poderão ser percorridos a pé, a cavalo ou de bicicleta e que será também sinalizado. O percurso também contempla comunidades do entorno das áreas protegidas Pesi e Parque Natural Municipal Tabuleiro (PNMT): Três Barras, Cubas, Tabuleiro, Parauninha, Candeias/Baú. O percurso da rota se dá em um caminho saindo da MG-010, em Três Barras, e segue contornando a porção Leste da Serra do Espinhaço, no município de Conceição do Mato Dentro, até a comunidade de Candeias/Baú.

O trajeto evidencia o grande potencial turístico da região, com unidades de conservação, presença de comunidades tradicionais, além das paisagens cênicas constituídas de uma rica biodiversidade.

Clique aqui e confira o link dos serviços oferecidos.

Saiba mais sobre as dez cachoeiras

 

Cachoeira Três Barras

Tem altura aproximada de 13 metros. Incrustada num paredão de 40 metros de extensão, forma um grande poço, propício a mergulhos. A parte de cima da queda d`água apresenta um poço comprido, formado pelo alargamento do Rio Cubas, com águas muito tranquilas. A queda tem uma calha central com grande volume de água. A vegetação do entorno é alta e densa. O paredão da cachoeira é muito procurado por escaladores e praticantes de rapel. É o principal ponto de lazer da comunidade e também a primeira cachoeira da rota.
Cachoeira Peixe Cru

Segunda cachoeira da Rota, apresenta uma cascata borbulhante e poço convidativo. Está inserida entre paredões rochosos de grande beleza.
Cachoeira das Andorinhas

A parte alta da Cachoeira do Tabuleiro é um espetáculo à parte, com suas quedas e poços, formações rochosas impressionantes e um mirante com vista para os infinitos vales e serras verdes. Andorinhas, a terceira cachoeira da rota, está neste cenário. A caminhada é exigente e deve ser guiada.
Cachoeira do Tabuleiro

Localizada no Parque Natural Municipal do Tabuleiro, a cachoeira é a mais alta de Minas Gerais, a terceira do Brasil. Considerada pelo Guia Quatro Rodas, por duas vezes consecutivas, como a mais bonita do Brasil, também foi eleita uma das “7 Maravilhas da Estrada Real”. É a quarta cachoeira da rota.
Cachoeira do Congonhas

Está localizada em um afluente do Rio Preto, próximo à entrada do cânion ou boqueirão do Rio Preto. É formada entre grandes paredões rochosos, de aproximadamente 90 metros de altura, com uma queda principal com pequeno volume d’água, que se divide e cai sobre rochas, provocando o efeito de Véu da Noiva. O poço da Cachoeira do Congonhas tem aproximadamente 86 m² e sua profundidade é pequena (1,5m no máximo). Suas águas são frias e transparentes. Essa é a quinta cachoeira da Rota. Em frente ao poço da cachoeira existem grandes lajes e a vegetação do entorno é de mata ciliar e de galeria, apresentando ainda cerrado e campos rupestres, bromélias gigantes e aloe vera (babosa nativa).
Cachoeira do Altar

A Cachoeira do Altar é uma belíssima queda formada pelo Córrego Teodoro, localizada no Parque Estadual da Serra do Intendente, com 30 metros de altura, e um delicioso poço para banho. A sexta cachoeira da rota está em um local preservado, próximo ao topo do Cachoeira Rabo de Cavalo.
Cachoeira Rabo de Cavalo

A Rabo de Cavalo é uma belíssima cachoeira formada pelo córrego do Teodoro, de aproximadamente 150 metros de altura, dividida em três cascatas. Situada no Parque Estadual da Serra do Intendente, recebe este nome pois sua queda, com a força do vento a transforma em um elemento semelhante a um rabo de cavalo em movimento.
Cânion do Peixe Tolo

O Cânion do Peixe Tolo apresenta quase 4 quilômetros de profundidade. Dentre outras belezas, possui a segunda maior cachoeira da região, a Cachoeira da Bocaina, com aproximadamente 200 metros de queda livre. É a oitava cachoeira da Rota.
Cachoeira da Gurita

Um complexo de cinco cachoeiras, duas localizadas em propriedade particular e três situadas no Parque Estadual Serra do Intendente, está localizada mais ao Norte do parque. É a nona cachoeira da rota.
Cachoeira do Roncador ou Prainha

Está localizada no Parque Estadual Serra do Intendente, próximo às localidades de Candeias e Baú. É um dos grandes atrativos naturais da região, pois sua queda forma um grande poço com uma belíssima praia de areias brancas. É a décima cachoeira da rota.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:



(Fonte: Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.