Você está aqui:Home » MG » Professora canta paródia de beijinho no ombro para criticar educação

Professora canta paródia de beijinho no ombro para criticar educação



Uma professora de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, encontrou um modo irreverente de criticar o sistema educacional da cidade. A educadora fez uma paródia da música “Beijinho no ombro” da cantora Valesca Popozuda. A música foi cantada durante um protesto na última quarta-feira (9).

Na versão da educadora o refrão diz: “Beijinho no ombro para aqueles que se escondem / Beijinho no ombro pra quem tem medo da educação / Beijinho no ombro pros corruptos aos montes / Beijinho no ombro quero a valorização”.

O vídeo já tem 642 visualizações e está conhecido entre os educadores da cidade. Um professor que preferiu não ter o nome divulgado contou que o vídeo está sendo muito divulgado no município.

“O salário é baixo, nós temos escolas ruins, então o protesto caiu muito bem. É bom aproveitar essas músicas que estão fazendo sucesso para fazer cobranças à prefeitura em relação a educação da nossa cidade”, disse o professor.

A diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) em Contagem, Patrícia Pereira, afirmou que os servidores da educação estão em estado de greve. Segundo ela, desde fevereiro o grupo entregou uma pauta de reivindicações para prefeitura.

Ainda de acordo com Patrícia, os servidores querem reajuste salarial de 19%, recebimento de auxilio transporte em dinheiro e não por meio do cartão ótimo. “Esse cartão só passa em Contagem e alguns professores precisam pegar ônibus de Belo Horizonte em que esse cartão não é aceito”, explicou a diretora.

Segundo ela, a categoria pede também melhorias na estrutura física das escolas e questões de segurança. “Queremos um plano de combate a violência”, enfatizou.

Por meio de nota, a Prefeitura de Contagem informou que “reconhece o livre direito de manifestação do movimento diante da paródia produzida pela professora citada na matéria. Avalia ainda, que a brincadeira não desqualifica a seriedade e o comprometimento da atual gestão com Educação”. (O Tempo)

email


Deixe um comentário

© 2013 - Todos os direitos reservados. ACONTECEU NO VALE

Voltar para o topo