Presidente do TRE pede que eleitores de Montes Claros façam a biometria o quanto antes

0

O desembargador Rogério Medeiros, presidente do TRE, está em Montes Claros neste início de semana. Em entrevista à imprensa local, ele ressaltou a importância da biometria para a segurança do processo eleitoral e recomendou que os eleitores não deixem para fazer o recadastramento na última hora. Em Montes Claros, o prazo termina em 21 de fevereiro de 2020. Nas demais cidades da região (Glaucilândia, Itacambira, Mirabela, Patis), varia entre 10 de outubro e 17 de dezembro deste ano. “Devemos evitar aquele hábito do brasileiro em deixar tudo para a última hora”.  Rogério Medeiros destacou ainda que o recadastramento biométrico é um procedimento simples para o eleitor e que a Central tem acessibilidade para idosos e deficientes, bastando levar a documentação necessária.

Montes Claros é a cidade mais populosa do norte de Minas e conta com 268.956 eleitores, dos quais 122.599 (o que representa 46% do eleitorado) encontra-se biometrizado. A visita do presidente do TRE ao município tem como principal objetivo fomentar o recadastramento biométrico, que é obrigatório na cidade.

Palestra sobre as eleições 2020

Ao longo da tarde, o desembargador Rogério Medeiros ministrou a palestra “Cenário das próximas eleições municipais 2020”, no auditório da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams). Ele falou sobre as novidades relacionadas às próximas eleições. Rogério Medeiros explicou que a legislação vigente não permite coligações para as eleições proporcionais e esclareceu dúvidas dos vereadores e prefeitos presentes no auditório. Além disso, o desembargador ressaltou a necessidade de os partidos e candidatos ficarem atentos à legislação que trata da aplicação das cotas de gênero nas eleições 2020, especialmente no que se refere ao estímulo à participação feminina. O magistrado citou decisão recente do TSE relacionada ao assunto.

Aproveitando o auditório cheio de prefeitos e vereadores, o presidente do TRE pediu o apoio de todos ao projeto da biometria, explicando que no ciclo atual o recadastramento é obrigatório em 175 cidades. “É muito importante que fiquem atentos às datas fatais em cada município”, reforçou.

Rogério Medeiros disse que essas serão as primeiras eleições municipais após o rezoneamento eleitoral realizado em 2017, o que será um desafio para a Justiça Eleitoral. Sobre as novas tecnologias, o desembargador falou que há avanços que são inegáveis como a urna eletrônica, que traz segurança e agilidade ao processo eleitoral, e também o Processo Judicial Eletrônico, que em 2020 será utilizado em toda a Justiça Eleitoral. Por outro lado, a propagação de notícias falsas na internet é um desafio para a sociedade. “O melhor remédio, nesses casos, é a informação verdadeira apresentada com agilidade, em tempo real”, disse. Ao final do evento, o magistrado conclamou os presentes a fazerem uma campanha limpa, evitando as notícias falsas e pediu a todos que verifiquem informações e que só compartilhem quando tiverem certeza dos conteúdos.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:

[adrotate banner=”27″]

(Fonte: TRE-MG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.