Home / Eventos / Feira de artesanato do Vale do Jequitinhonha completa 20 anos

Feira de artesanato do Vale do Jequitinhonha completa 20 anos

A região do Vale do Jequitinhonha é marcada por uma vasta produção de bordados, tecelagem, peças de cerâmica e outros tipos de artesanato. A cada ano, a UFMG traz para Belo Horizonte parte dessa riqueza cultural de Minas Gerais com o objetivo de promover esses artistas e ampliar as possibilidades de reconhecimento e comercialização de seus produtos. Neste ano, cerca de 90 expositores, de 27 municípios e 48 associações, participam da feira, incluindo os povos indígena Aranã e Cinta Vermelha, de Araçuaí.





Em 2019, a Feira completa duas décadas, seguindo sempre o princípio de valorizar a troca de experiências entre artesãos, universidade e comunidade local. Para Maria das Dores Pimentel, coordenadora do Programa Polo de Integração da UFMG no Vale do Jequitinhonha, “a Feira não é somente um espaço para venda, é mais do que isso, um espaço de encontro. É fundamental que a comunidade universitária e a população de BH conheçam esses saberes ancestrais, tão importantes quanto os acadêmicos”.

Organizada pela Diretoria de Ação Cultural da UFMG (DAC), pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e pelo Polo Jequitinhonha, a Feira, segundo Sérgio Diniz, produtor cultural da DAC e coordenador do evento, é resultado da articulação de diferentes órgãos da UFMG. “Contamos também com o apoio financeiro e logístico de diversas instituições, num entendimento de que o esforço conjunto é que constrói o êxito da feira. Um de nossos parceiros, por exemplo, é o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior ”, diz.

Além da exposição e da comercialização dos produtos artesanais, a Feira conta com uma intensa programação cultural gratuita, que inclui lançamento de livro, documentário, shows e produções teatrais. Um destaque é a realização da audiência pública “Artesanato Mineiro: perspectiva”, na quarta-feira, dia 8, às 9h30, no auditório da Reitoria da UFMG. Requerida pelo deputado estadual Dr. Jean Freire, a audiência contará com a participação de artesãos, representantes de organizações sociais e estudiosos de economia solidária.

Confira a programação completa ao final.

Foto: Divulgação/UFMG

Histórico

A ideia de realizar um evento que pudesse colocar os artesãos do Vale do Jequitinhonha em evidência na capital mineira surgiu em setembro de 2000, data da primeira edição da feira. No ano seguinte, foi decidido que era melhor realizá-la na semana que antecede o dia das mães, por ser comercialmente mais favorável.

Desde então, diversas ações para dar suporte e visibilidade ao trabalho dos artesãos foram realizadas pela UFMG. Uma delas, a homenagem aos mestres de ofício, repetiu-se em nove edições da Feira, lançando luz sobre o legado de artesãos com uma longa trajetória de trabalho e de vida. Outra ação importante foi a execução do diagnóstico do artesanato do Vale, em 2003.

Na tentativa de promover o diálogo entre os saberes acadêmicos e populares, artesãos, professores e alunos da UFMG organizaram diversas oficinas, como cerâmica, trançado em taboa, bordado, tecelagem, dentre outras, numa interface entre os saberes tradicionais e novas técnicas. O objetivo é articular o diálogo entre artesãos e a comunidade, buscando a integração, o aperfeiçoamento, e as trocas científicas e culturais.

Foto: Divulgação/UFMG

Programação cultural

Quando? De 6 a 11/05
Local: Campus Pampulha UFMG (Av. Antônio Carlos, 6627 – Pampulha)
Entrada franca

6/5 (segunda-feira)
Praça de Serviços da UFMG
11h – Abertura Oficial da Feira e lançamento do livro Sabença
12h30 – Show Rubinho do Vale: um cantador do Jequitinhonha

7/5 (terça-feira)
Praça de Serviços da UFMG
Cortejo Nossas vidas em cantos dançados! (Erês Mensageiras dos Ventos)

8/5 (quarta-feira)
Auditório da Reitoria da UFMG
9h30 – Audiência Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais Artesanato Mineiro: Perspectiva

Praça de Serviços da UFMG
12h30 – Concerto da Orquestra de Choro da UFMG

9/5 (quinta-feira)
Praça de Serviços da UFMG
17h30 – Performance teatral Pequenas histórias de mim mesmo (Teatro Universitário UFMG)
18h15 – Lançamento do documentário Yékity – A vida fio a fio

10/5 (sexta-feira)
Praça de Serviços da UFMG
12h30 – Show Canções e Histórias do Brasil Profundo, de Carlos Farias

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Ascom UFMG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>