Home / Vale do Jequitinhonha / Empresário e neta são resgatados após sequestro em Coronel Murta, no Vale do Jequitinhonha

Empresário e neta são resgatados após sequestro em Coronel Murta, no Vale do Jequitinhonha

Apos cerca de seis horas nas mãos de criminosos, o empresário e comerciante de pedras preciosas, residente em Coronel Murta, no Vale do Jequitinhonha, Ailton Ferreira de Oliveira, de 49 anos, conhecido por Aidinho, e sua neta, de 7, conseguiram se libertar. Eles foram sequestrados na noite dessa quarta-feira (15/02/2017).

O comerciante contou à Polícia Militar (PM) que tinha saído para caminhar às margens da MG-342, que passa na cidade, quando na altura do quilômetro 336 foi abordado por quatro homens, encapuzados e armados, que obrigaram ele a entrar em um Ônix preto.

Dentro do veículo, o grupo afirmou ao homem que sabia que ele tinha dinheiro e pedras preciosas e foram a casa dele, no Centro da cidade, com intuito de realizar o roubo.

A PM também informou que os bandidos chegaram a entrar na garagem do imóvel. A esposa dele e a neta estavam na calçada e se assustaram com a movimentação. Ambas saíram correndo, mas os criminosos saíram novamente com o carro. Um deles desembarcou, alcançou a criança e a colocou no veículo, fugindo em direção à zona rural.

No cativeiro, o empresário chegou a ser agredido com uma coronhada no supercílio e no rosto. Os criminosos utilizaram o chip do celular dele para fazer contato com a família e exigir um resgate de R$ 100 mil que, segundo a PM, não foi pago.

A PM foi acionada por volta das 20h, cerca de meia hora depois que o empresário e a neta haviam sido levados pelos bandidos.

No início da madrugada desta quinta-feira (16), as vítimas foram abandonadas, próximo a uma torre de televisão, em Araçuaí, na mesma, região, a cerca de 70 quilômetros de Coronel Murta.

Ainda segundo informações da PM, o homem foi amarrado e a menina foi deixada nas proximidades. Livre, a criança, conseguiu desamarrar o avô e ambos seguiram até a uma usina de reciclagem de lixo de Araçuaí, onde foram socorridos por um vigilante que os levou até o quartel da PM em Araçuaí.

Também, segundo a vítima, os criminosos colocaram fogo no veículo usado para cometer o crime, mas a PM ainda não encontrou o carro.

Moradores da cidade foram para a porta da casa do empresário (Foto: Repórter Dindol)

Sequestro não estava nos planos

O comandante da PM em Araçuaí, Capitão Rafael Muniz, informou que o plano dos bandidos não era sequestrar o empresário e a neta. “Eles queriam entrar na casa e roubar pedras preciosas, mas quando viram a menina correndo e gritando, eles mudaram de plano”, disse o militar.

Ainda segundo ele, os bandidos disseram aos familiares que não informasse à polícia, caso contrário, as vítimas morreriam. “O resgate de R$ 100 mil, passou para R$ 10 mil, após negociação”, destacou o policial.

“As 3 horas da manhã, estávamos com os familiares em uma estrada de terra que liga Coronel Murta à Virgem da Lapa, sem saber que as vítimas já haviam sido libertadas. Mesmo assim, os criminosos continuaram a manter contato com a família. O dinheiro, cerca de R$ 10 mil já estava com a família mas os criminosos não apareceram”. acrescentou o policial.

Por volta das 4 da manhã desta quinta-feira (16) o empresário e a neta, muito abalados, chegaram ao quartel da PM em Araçuaí, a 47 km de Coronel Murta. Eles já estão em casa.

Ainda segundo a PM, o resgate não foi pago. Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Com Gazeta de Araçuaí)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>