Cachaça movimenta turismo regional no Brasil

0
Anglo Queimadas

O Dia Nacional da Cachaça foi celebrado nessa terça-feira (13/09). Além de ser uma das bebidas mais populares do Brasil, ela também movimenta o turismo em algumas regiões do País. Obtida com a destilação do caldo de cana-de-açúcar fermentado, o produto é considerado patrimônio histórico e cultural.

O Nordeste e alguns Estados do Sudeste são fortes na produção da bebida. E diferente do que alguns pensam, a cachaça pode ser branca ou amarelada e pode ou não passar por barril de madeira. Em Cidades como Paraty (RJ) e Salinas (MG) têm vários alambiques onde é feita a produção artesanal da bebida.

Em Minas Gerais, a bebida inspirou a criação do Circuito Turístico da Cachaça, lançado há apenas três meses, que reúne cinco municípios – Salinas, Taiobeiras, Rubelita, Fruta de Leite e Indaiabira. Ambos são responsáveis pela produção de cerca de 70 rótulos da bebida tipicamente mineira, incluindo a Havana, considerada uma das melhores do mundo e que tem sua produção totalmente artesanal.

Museu da cachaça

De acordo com a Associação de Produtores Artesanais de Cachaça de Salinas (Apacs), somente a cidade de Salinas é responsável pela produção de cerca de 56 rótulos da bebida. A cidade abriga um museu com 2.200 garrafas e 60 marcas produzidas.

Em Betim (MG), o alambique e parque ecológico Vale Verde também recebe visitas. No local, há também um museu da cachaça com 2 mil exemplares de cachaça de diferentes marcas, e o turista pode conhecer o processo de produção da bebida.

Cachaça movimenta turismo regional no Brasil (Foto: Divulgação/ Junia Mortimer)

(Fonte: Portal Brasil/MTur)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui