Secretária de saúde de Montes Claros sai da cadeia sem tornozeleira eletrônica

0
Anglo Queimadas

Na tarde desta quarta-feira (11/5), por volta das 17h15, a secretária de saúde de Montes Claros, Ana Paula de Oliveira Nascimento, foi solta do Presídio Alvorada. A medida cumpriu decisão do desembargador federal, Ney Bello, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), que determinou na noite desta terça-feira (10) alvará de soltura para a secretária.

Ela saiu do presídio em um carro particular e, segundo o advogado da secretária, Rayne Savan Brito, Ana Paula seguiu para casa. Inicialmente, entre as exigências para que Ana Paula fosse solta, o desembargador Ney Bello havia determinado que a secretária fosse monitorada eletronicamente, precisando usar uma tornozeleira. Ainda segundo Rayne Savan, foi feito pedido de reconsideração da exigência, já que a cidade não tem tornozeleiras e sistema de rastreamento.

Desta forma, a secretária precisará cumprir as demais medidas obrigatórias para sua liberdade, como proibição de se ausentar da cidade, comparecer mensalmente ao juízo federal de Montes Claros para informar e justificar suas atividades, acompanhar os atos processuais, manter seu endereço atualizado, e proibição de se comunicar, por qualquer meio, com demais integrantes da administração pública do município. Se não forem cumpridas tais exigências, uma nova medida de prisão poderá ser decretada.

Entenda o caso

A secretária de saúde Ana Paula foi presa no dia 18 de abril pela Polícia Federal na operação “Máscaras da Sanidade II – Sabotadores da Saúde”, junto ao prefeito de Montes Claros Ruy Muniz.

Segundo as investigações, eles são acusados de reter dinheiro destinado aos hospitais credenciados ao SUS, beneficiando em contrapartida o Hospital das Clínicas Mário Ribeiro, que pertence ao grupo empresarial de Muniz. (G1 Grande Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui