Servidores estaduais da educação deflagram greve em Governador Valadares

0
Anglo Queimadas

Das 39 escolas estaduais de Governador Valadares, 35 estão com as atividades interrompidas. Professores e servidores administrativos reivindicam que o governo estadual cumpra acordos anteriormente firmados com a categoria. Os grevistas também buscam pressionar o governo federal contra a reforma da Previdência. O movimento grevista teve início nessa quarta-feira (15).

O diretor do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), Rafael Toledo, explica que a pauta estadual envolve a reivindicação de pagamento do reajuste de 7,64% anunciado em janeiro e ainda não cumprido, bem como o cumprimento de acordo firmado pelo estado em 2015, que previa aumento de 31,78% de reajuste até 208.

“Tem também algumas questões relacionadas ao pessoal do setor administrativo, descongelamento da carreira, pagamento de atrasados, acerto de algumas situações que são de grupos menores da educação mas que são de interesse da coletividade, porque todos acabam em algum momento da carreira tendo os mesmos interesses”, pontua o diretor.

Adesão

A Superintendência Regional de Ensino de Governador Valadares que abrange 45 municípios, confirmou que 77 escolas em toda a região aderiram à greve. Já outras 40 escolas da área de atuação da SRE prosseguem com as atividades normalmente.

Das 3.655 unidades de ensino da rede estadual em todo o estado, segundo a secretaria de Educação, 2.041 informaram a situação sobre a paralisação. São 995 escolas totalmente paralisadas e 1.046 escolas parcialmente paralisadas nesta quinta-feira.

A greve dos profissionais da educação da rede estadual segue até de 28 de março, quando os membros da categoria se reunirão em assembleia para definir se o movimento continua ou não.

O que diz a secretaria

Em nota, o governo do Estado informou que existem limitações financeiras e jurídicas, por causa da lei de responsabilidade fiscal para cumprir o que foi acordado. A administração estadual avalia uma forma de chegar ao novo valor do piso nacional, mas se compromete a garantir o que foi firmado entre o governo e o sindicato.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: G1 dos Vales)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui