21 de setembro de 2018 - 17:06

Home / Eventos / Quik Cia de Dança retorna ao Vale do Jequitinhonha

Quik Cia de Dança retorna ao Vale do Jequitinhonha

Depois de circular por diferentes cidades do Jequitinhonha, no interior de Minas Gerais, em novembro do último ano, a Quik Cia de Dança retorna para a segunda etapa de sua turnê que passará por outras cinco cidades da região, além do município de Juiz de Fora. Durante a itinerância, o público poderá conhecer um pouco mais da Cia, que continua a sua primeira excursão pela região, promovendo uma programação especial em cada cidade, que inclui apresentação de espetáculo, realização de oficinas em escolas e uma exposição fotográfica. Todas as atividades são gratuitas. A Circulação pelo Vale do Jequitinhonha retoma as comemorações de 15 anos da Quik Cia de Dança.

Nesta segunda etapa de circulação, a cia desembarca primeiro na cidade de Araçuaí (06/06), seguindo para Itinga (07/06), Almenara (09/06), Salinas (11/06) e Chapada do Norte (13/06), no Vale do Jequitinhonha, encerrando em Juiz de Fora (15/06), na Zona da Mata, com duas apresentações. Na primeira etapa da itinerância, foram contemplados os municípios de Bocaiuva, Minas Novas, Capelinha, Itamarandiba e Diamantina.

“Estar no Vale do Jequitinhonha era um sonho antigo. Cada cidade por onde passamos nos ofereceu um material muito potente para a construção das cenas, que são sempre improvisadas a partir de cada contexto onde acontece. Estabelecemos diálogos ricos com a população, cultura local, escolas públicas e a arquitetura da região. As pessoas foram muito abertas e acolhedoras a todas as propostas oferecidas pela Cia, o que possibilitou um tipo de troca muito especial. Na cidade de Capelinha por exemplo, realizamos boa parte do espetáculo dentro da rodoviária, o que nos possibilitou entrar em contato com os mais diversos tipos de pessoas e situações muito inusitadas.”, comentam Letícia Carneiro e Rodrigo Quik, fundadores da Quik Cia de Dança.

O espetáculo que será apresentado é “Ressonâncias”. A história se constrói em parceria com a plateia, que compõe a cena, envolvendo dança, música, espaço, arquitetura e público em uma formação única, resultando em uma construção inédita a cada apresentação. A transversalidade da arte neste espetáculo se propõe a refletir o cenário vivo de cada local de apresentação, permitindo a seus interlocutores olhares que dialogam e revelam seus imaginários. Cada apresentação possibilita ao público diferentes perspectivas e formas de recepção e assimilação da montagem, de acordo com o perfil e características de cada espaço e do público presente. Por se tratar de um espetáculo que dialoga bastante com o público e também com local onde está sendo apresentado, a expectativa da Cia. de encená-lo novamente no Vale do Jequitinhonha é bastante grande.

Quik Cia de Dança retorna ao Vale do Jequitinhonha (Foto: Merry Couto / Divulgação)

Teoria e prática

Uma oficina marcará a estadia da Cia pelas cidades. Tendo como foco o público escolar, uma escola pública de cada município receberá o jogo de cartas de memória, desenvolvido pela equipe da Quik dentro do projeto “Corredor Cultural”, aprovado pelo Fundo Estadual de Cultura de Minas Gerais. O jogo fala da história da dança, despertando nos alunos o interesse pela arte, além de sensibilizá-los para a apresentação de “Ressonâncias”, que será realizada em praça pública.

“A experiência com alunos das escolas públicas mobilizadas por nós nos trouxe muitas “Ressonâncias”. Utilizamos com eles como material pedagógico um “jogo da memória” que fala um pouco sobre a história das artes cênicas e em um segundo momento estes mesmos alunos vão assistir o espetáculo. Esta dinâmica tem sido muito estratégica para difundir e ampliar a formação de público para a dança contemporânea.”, destacam Letícia e Rodrigo.

Exposição “Outros Olhares” – A exposição reúne o olhar de vários fotógrafos sobre o espetáculo “Ressonâncias”, desde 2010, criando diferentes possibilidades de novas realidades, interlocuções e transversalidades. A proposta é refletir o cenário vivo e a presença do público de cada local de apresentação, permitindo a seus interlocutores olhares que dialogam e revelam seus imaginários.

A curadoria foi feita por Rodrigo Quik e Letícia Carneiro. Dentre os fotógrafos participantes estão Ilana Lansky, Foca, Nina Blauth, Ary Kerner, Guto Muniz e Tarcísio de Paula. “Essa variedade de fotógrafos é algo que nos estimulou muito, pois são diversos olhares, em situações bem distintas e também com público e arquitetura completamente diferentes. Alguns fotógrafos foram encontrados espontaneamente, durante nossas apresentações, e outros foram contratados pelos eventos e nos passaram as imagens. O que nos motivou a criar esta exposição foi a possibilidade interdisciplinar, pois estamos misturando um trabalho de artes visuais com artes cênicas e performance. Criamos assim, novos significados e símbolos para nós, artistas envolvidos, e para o público”, conta Rodrigo Quik.

Ressonâncias é um marco no trabalho de improvisação desenvolvido pela Quik Companhia de Dança. Desde 2006, a Cia tem focado suas pesquisas a partir da improvisação. Para isso, tem investigado novos métodos de composição, construindo partituras de relações cênicas como um caminho possível. “Ressonâncias”, que vem sendo realizado desde 2008, tem passado por várias fases, modificações e amadurecimentos. É uma obra artística com uma metodologia muito interessante e própria, que vem sendo construída e descoberta através do próprio fazer, em locais muito diferentes e na relação aberta e interativa com cada um dos públicos. É um espetáculo que tem tido uma aceitação grande em festivais no Brasil, não só de dança, mas também de teatro.

Ficha Técnica do espetáculo “Ressonâncias”

Concepção, Criação e Interpretação: Letícia Carneiro e Rodrigo Quik
Criação e execução da trilha sonora ao vivo: Rodrigo Salvador e Antônio Moreira
Figurino: Silma Dornas e Rodrigo Quik
Cenografia: Letícia Carneiro
Produção executiva: Merry Couto

Ficha Técnica da Exposição “Outros Olhares”:
Realização: Quik Cia de Dança
Curadoria: Letícia Carneiro e Rodrigo Quik
Fotógrafos: Ary Kerner, Guto Muniz, Ilana Lansky, Foca, Nina Blauth, Paula Ternoval e Tarcísio de Paula

Sobre a Quik Companhia de Dança – Fundada em 2000, no bairro Jardim Canadá – Município de Nova Lima(MG), pelos bailarinos Letícia Carneiro e Rodrigo Quik. Ambos com vasta experiência profissional em dança contemporânea no Brasil e no exterior, como integrantes do Grupo Corpo de 1984 a 1996. A Cia completou, em 2016, 15 anos de existência possuindo no seu repertório oito espetáculos. Nesse processo, construiu uma metodologia de criação artística, na qual sempre valorizou os procedimentos de pesquisas sistematizadas em dança contemporânea e suas interfaces com outras linguagens artísticas. A Quik descobriu, nesta trajetória, que novos olhares para o mundo e diferentes possibilidades de dialogar com outras linguagens artísticas, trazem potencialidade de criação para seus espetáculos. Há 14 anos, a Quik atua na comunidade do Jardim Canadá, em Nova Lima (MG), por meio de seus projetos sócio-artístico-cultural, contribuindo para o acesso da população aos bens culturais, através das atividades promovidas no “Quik Espaço Cultural” e pelas ações produzidas em seu projeto de educação pela arte, o “Quik Cidadania”.

Patrocínio: Petrobras, Governo Federal Brasil Pátria Educadora. Incentivo: Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.

Programação Quik Cia de Dança – Jequitinhonha

Espetáculo “Ressonâncias” e exposição “Outros Olhares”(Todas as atividades ocorrerão nas praças)

Araçuaí
Data: 06/06

Espetáculo “Ressonâncias”
Horário: 16h
Local: Praça do Fórum

Exposição fotográfica”Outros olhares”
Horário: das 13h30 às 17h30
Local: Praça do Fórum

Itinga
Data: 07/06

Espetáculo “Ressonâncias”
Horário: 16h30
Local: Praça Ermelino Gusmão

Exposição fotográfica”Outros olhares”
Horário: das 14h às 18h
Local: Praça Ermelino Gusmão

Almenara
Data: 09/06

Espetáculo “Ressonâncias”
Horário: 16h
Local: Praça Helio Rocha Guimarães

Exposição fotográfica”Outros olhares”
Horário: das 13h30 às 17h30
Local: Praça Helio Rocha Guimarães

Salinas
Data: 11/06

Espetáculo “Ressonâncias”
Horário: 10h
Local: Praça Passarela da Alegria

Exposição fotográfica”Outros olhares”
Horário: das 08h30 às 11h30
Local: Praça Passarela da Alegria

Chapada do Norte
Data: 13/06

Espetáculo “Ressonâncias”
Horário: 15h30
Local: Praça Padre José Maria do Sacramento

Exposição fotográfica”Outros olhares”
Horário: das 13h às 17h
Local: Praça Padre José Maria do Sacramento

Juiz de Fora
Data: 15/06

Espetáculo “Ressonâncias” (Duas Apresentações)
Horário: 10h e 16h
Local: Praça CEU

Exposição fotográfica”Outros olhares”
Horário: das 08h30 às 17h30
Local: Praça CEU

(A Dupla Informação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>