Nota de esclarecimento Schinyder Exupery Cardozo

0
Anglo Queimadas

A defesa de Schinyder Exupery Cardozo divulgou nota nesta sexta-feira, 24 de junho, sobre a operação Mar de Lama e a delação do funcionário do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Governador Valadares. Leia a íntegra abaixo:

1. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal fizeram uma investigação profunda em toda a vida profissional e pessoal de Schinyder Exupery Cardozo, com a quebra dos sigilos bancário, fiscal, telefônicos e de e-mail, de 2009 até dias atuais e, embora no primeiro momento tenha o acusado de inúmeros crimes, na denúncia do Ministério Público Federal entregue a justiça Federal há apenas acusação por parecer jurídico em duas licitações. Não há acusação de corrupção, nem de desvio de dinheiro e nem de organização criminosa contra Cardozo.

2. Na justiça estadual não há citação, indiciamento e nem tampouco denuncia contra Cardozo, mesmo depois de toda a investigação, minuciosa realizada em sua vida pessoal e profissional.

3. Quanto a denuncia do delator de que Schinyder Exupery Cardozo seria sócio de um escritório de engenharia, o acusado afirma não ser verdade.

4. Cardozo esclarece que nos oito anos que atuou como Procurador Geral do Município era apenas responsável pelos pareceres da procuradoria geral do município, não possuindo ingerência nem autorização de interferir em qualquer outra pasta.

5. O patrimônio pessoal investigado pela Polícia Federal mostra que não há indícios de enriquecimento ilícito ou às custas de dinheiro público, exceto o recebido por direito pelos serviços prestados. Lista-se a seguir os bens que Cardozo possui e que estão declarados em seu Imposto de Renda:
– uma casa geminada
– um carro financiado
– um apartamento de 100 m2
(adquirido na planta em financiamento no ano de 2010 que até hoje pago prestações)

6. Schinyder Exupery Cardozo continua a disposição das autoridades, como sempre esteve para prestar esclarecimentos e informações acerca de sua atuação como Ex-Procurador Geral do Município de Governador Valadares e que vai provar sua inocência no decorrer do processo da acusação que pesa contra ele, por dois pareceres em licitação.

7. Uma delação como a do servidor do SAAE que não apresenta provas, apenas acusações em cima de “ouvi dizer que ele recebia dinheiro”, Cardozo nega, mas considera que a mesma não tem credibilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui