Montes Claros terá Centro Judiciário a partir de 10 de fevereiro

0
Anglo Queimadas

Cejus reúne em um só local uma série de serviços prestados pelo Judiciário à população.

Na próxima terça-feira, 10 de fevereiro, a comarca de Montes Claros vai contar com o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejus) do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). A solenidade está marcada para as 10h, no Fórum Gonçalves Chaves que fica na Rua Raimundo Penalva, 70 – Vila Guilhermina.

A instalação do centro, que deverá ser coordenado pelo diretor do Foro da comarca de Montes Claros, juiz de Direito Richardson Xavier Brant, integra as realizações do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos da 3ª Vice-Presidência do TJMG.

O Cejus reúne em um só local uma série de serviços prestados pelo Judiciário à população. O setor processual promove audiências e sessões de conciliação e mediação de demandas que já se tornaram judiciais. O pré-processual se incumbe da negociação de acordos entre partes em conflito, com a ajuda de um terceiro capacitado e isento, quando o impasse ainda não se transformou numa ação na Justiça. Por fim, o setor de cidadania é voltado para o atendimento e a orientação ao público.

Em Montes Claros, o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania vai funcionar através de parceria entre o TJMG e a Instituição Educacional Santo Agostinho, a Sociedade Padrão de Educação Superior, a Universidade Estadual de Montes Claros e Faculdades Unidades de Montes Claros.

Atualmente, as comarcas com centros judiciários são, pela ordem de instalação: Lambari, Itajubá, Governador Valadares, Caeté, São João del-Rei, Itaúna, Pouso Alegre, Viçosa, Patos de Minas, Belo Horizonte, Tombos, Conselheiro Lafaiete, Santa Bárbara, Paracatu, Curvelo e Varginha. (TJMG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui