Home / Brasil / Casa de torcedora do Grêmio acusada de racismo é incendiada em Porto Alegre

Casa de torcedora do Grêmio acusada de racismo é incendiada em Porto Alegre

Patrícia Moreira da Silva chamou o goleiro santista de macaco durante jogo da Copa do Brasil.

Depois de ser ameaçada de morte e estupro pelo Whatsapp e ter a casa apedrejada, a gremista Patrícia Moreira da Silva, flagrada chamando o goleiro do Santos Aranha de macaco durante partida válida pela Copa do Brasil na Arena no final de agosto, teve a residência incendiada nesta sexta-feira (12). Por volta das 4h, o Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas, que atingiram principalmente o assoalho.

(Casa foi incendiada na zona norte de Porto Alegre – Foto: Clic RBS/Divulgação)

Uma equipe da perícia foi até o Passo das Pedras, na Zona Norte de Porto Alegre, para apurar as causas do incidente. A movimentação de curiosos é intensa no bairro, com os veículos diminuindo a velocidade para observar o trabalho dos peritos.

Conforme o advogado Alexandre Rossato, Patrícia deixou a casa após o episódio de injúria racial e está morando com familiares. O imóvel será alugado. Rossato lamentou o novo ataque, que classificou como “absurdo”. “Não temos ideia dos autores, mas o que está acontecendo é um absurdo. Estão tendo atos muito mais criminosos do que qualquer crime que ela tenha cometido.”, disse o advogado.

(Casa foi incendiada na zona norte de Porto Alegre – Foto: Clic RBS/Divulgação)

(Casa foi incendiada na zona norte de Porto Alegre – Foto: Clic RBS/Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>