“Madoff Mineiro” é vitima de assalto em Araçuaí

0

Autor de um golpe milionário, o ex-investidor Thales Emanuelle Maioline, de 40 anos, conhecido como Madoff mineiro, viveu momentos de pavor na manhã desta quarta-feira ao ter a fazenda onde mora com a família, em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha, invadida por quatro assaltantes armados e encapuzados.

Ele, seu pai, Iano Tomás Maioline, de 66, e um outro parente, identificado por Antônio Modesto Vieira, de 64, foram amarrados, colocados no porta-malas de um carro e abandonados numa estrada. Durante o assalto, Thales foi agredido com coronhadas por um dos ladrões.

As vítimas contaram à polícia que por volta das 6h foram surpreendidas com a porta da casa sendo arrombada. Quatro homens armados invadiram o imóvel dizendo que eram policiais e que as vítimas eram traficantes de drogas e de armas. Eles queriam saber quem era Thales Maioline. Com medo, o ex-investidor teria se identificado como Carlos.

Os assaltantes roubaram 20 garruchas antigas que estavam na parede da residência. Thales, Iano e Antônio foram amarrados e colocados em um quarto. Em seguida, os três foram levados para o porta-malas de um carro vermelho com detalhe preto no teto, possivelmente um Palio, segundo as vítimas.

Os três foram abandonados, ainda amarrados, em um matagal próximo a uma comunidade conhecida como Barriguda. Eles conseguiram se soltar minutos depois e voltaram para a fazenda, de onde acionaram a polícia.

De acordo com o soldado Marcos Ramos, da PM de Araçuaí, os ladrões levaram, além das armas, um veículo Chevrolet Cruze, pertencente a Thales, celulares e documentos das vítimas. Os ladrões fugiram pela BR-367, sentido Itinga, e não foram localizados pela polícia.

Pirâmide do prejuízo

Thales Maioline, que era sócio da Firv Consultoria e Administração de Recursos Financeiros Ltda, causou prejuízo de R$ 100 milhões a mais de 2 mil investidores ao aplicar o golpe de pirâmide financeira.

O ex-investidor vive na fazenda do pai, às margens do Rio Jequitinhonha, em Araçuaí, depois de deixar a prisão. Ele foi condenado em 2014 a 7 anos de prisão, pelos crimes de estelionato e de falsificação, cumpria pena na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH, e está em liberdade condicional.

Thales Maioline ficou conhecido como Madoff Mineiro (Divulgação)

(Fonte: Estado de Minas/Pedro Ferreira)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.