MPF conclui inquérito da sétima fase da Operação Mar de Lama e denuncia 21 pessoas

0

O Ministério Público Federal (MPF) concluiu o inquérito da 7ª fase da operação Mar de Lama nesta segunda-feira (19/09/2016), em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. Foram oferecidas denúncias contra 21 pessoas, entre empresários do ramo da construção civil e agentes públicos do primeiro escalão da Prefeitura e do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), por crimes como peculato, corrupção e fraudes em dispensa de licitações.

Para o Procurador da República, Felipe Siman, as provas reunidas não deixam dúvidas quanto à conduta criminosa dos envolvidos. “Na fase investigativa a polícia visa esclarecer os fatos, buscando provas que demonstrem ou não a existência do delito. A partir daí que conclui o inquérito e encaminha para a ação penal, no caso o Ministério Público, que analisará todo o conjunto de provas e decidirá se houve crime ou não houve crime. O MP entendeu que houve uma diversidade de crimes e por essa razão nós imputamos os fatos a esses 21 denunciados”.

Ainda segundo o procurador, os contratos alvos de investigação na Mar de Lama foram suspensos por tempo indeterminado por ordem da Justiça. A denúncia apresentada pelo MP deve ser analisada ainda nesta semana e, caso a Justiça aceite-a, será dado prosseguimento ao processo contra os 21 denunciados.

A operação Mar de Lama fase sete foi deflagrada no dia 10 de agosto concentrada nos maiores contratos firmados entre empreiteiras, a Prefeitura e o SAAE. As investigações apontam que o dinheiro público era desviado tanto por meio de contratos superfaturados, como pelo pagamento de um percentual de 5% do valor do contrato entregue aos agentes públicos como forma de propina. (G1 dos Vales)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.