Polícia prende suspeito de assassinar mulher no Vale do Aço

0

“Ela mexeu com a minha honra. Uns perdoam esse tipo de coisa, outros não”. Essa foi a justificativa dada pelo aposentado Ademar Adriano Campos, de 68 anos, suspeito de matar a companheira a facadas em Belo Oriente, no Vale do Aço, para cometer o crime. Ao ser apresentado pela Polícia Civil, ele confessou o crime.

O homem estava foragido desde 10 de junho, quando o corpo de Margareth Vargas Cirino, de 58 anos, foi encontrado em uma estrada de ferro, em Timóteo, na mesma região. Ao lado, estava uma faca suja de sangue.

Apesar de ter fugido para o distrito de Cachoeira Escura, em Belo Oriente, o suspeito negou que estava se esquivando de uma possível prisão. “Se eu quisesse negar eu não viria para a cidade, eu ia pro meio do mato. Eu pensei: ‘vou ficar por aqui mesmo (em Belo Oriente) e confessar o fato’”, afirmou.

Várias foram as evidências apontadas pelo delegado Augusto Drumond, da Polícia Civil, que incriminaram o aposentado. Além do sumiço repentino e da relação conturbada, testemunhas afirmaram que ele foi o último a ser visto com a mulher antes do desaparecimento dela. “Nos últimos dias, inclusive, o suspeito havia brigado com a vítima insistindo que eles se mudassem de Coronel Fabriciano”, disse Drumond.

À imprensa, o homem contou que passeava com a companheira pela linha de ferro quando ela confessou que já havia o traído. “Ela estava com uma faca na bolsa, eu peguei a faca e puxei. No momento da raiva, que acontece com qualquer um, acabei acertando ela”, contou. A versão foi a mesma concluída pela Polícia Civil.

Recente

Campos e Margareth estavam juntos há poucos dias, informaram os familiares da mulher. Eles viviam em Coronel Fabriciano, no Vale do Aço e, de acordo com vizinhos, brigavam constantemente. Campos já havia sido detido uma vez por posse ilegal de arma de fogo.

Homem foi detido em Cachoeira Escura (Foto: Thaís Fullin / Inter TV dos Vales)

(Fonte: O Tempo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.