Home / Leste de Minas / Seis policiais militares são indiciados por ação que resultou em morte de idosa em Itambacuri

Seis policiais militares são indiciados por ação que resultou em morte de idosa em Itambacuri

Após ação da Polícia Militar (PM) que culminou na morte de uma idosa Raimunda Pereira da Silva, de 73 anos, além de outros quatro feridos, a Polícia Civil de Itambacuri, no Vale do Rio Doce, concluiu investigação e indiciou seis policiais militares pela prática de crimes diversos. Segundo o delegado Eduardo Gil, os crimes envolvem homicídio duplamente qualificado, tentativa de homicídio qualificado e tortura, mas nem todos os militares respondem pelas mesmas ações.

“Desde o início apuramos que a ação foi irregular, pois foram cumprir mandado de prisão após as 23 horas, o que não é permitido. Além disso, em vez de preservarem a cena do crime, houve a retirada de provas do local, com o objetivo de prejudicar as investigações”, afirmou o delegado.

O inquérito foi encaminhado à Justiça e ao Ministério Público, e será analisado pelos dois órgãos. Após análise, a justiça pode decretar, ou o Ministério Público pode pedir o afastamento dos seis policiais de suas funções. Os órgãos ainda não se pronunciaram sobre o caso.

Entenda o caso

Em 16 de fevereiro, durante a noite, seis policiais teriam ido à residência dos idosos em Frei Serafim, na zona rural de Itambacuri, para prender o neto deles e um comparsa que estariam escondidos na localidade, e seriam suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas, roubos e homicídios. Uma denúncia anônima teria informado a localização dos suspeitos.

A PM afirmou que os policiais teriam se identificado e pedido que os moradores saíssem da residência, mas os moradores da casa teriam reagido de forma agressiva, provocando os disparos dos policiais. Raimunda Pereira da Silva, de 73 anos, morreu no local. Já o esposo dela e filho ficaram feridos.

Porém a família contestou a versão dada pelos militares. O filho do casal disse que os policiais chegaram entrando na casa, para só depois se identificarem. Por não saberem que se tratava de policiais, o idoso teria atirado contra os militares, que não estariam fardados.

Os suspeitos, que eram alvos da operação policial, não foram encontrados.

Imóvel alvo das buscas policiais – Foto: Fátima Souza / Divulgação

Um morador ficou preso à cerca de arame farpado e se feriu – Foto: Fátima Souza / Divulgação

Família detalha marca de tiro na parede – Foto: Fátima Souza / Divulgação

Armas apreendidas na casa da família de Frei Serafim – Foto: Divulgação / PM

Material apreendido pela Polícia Militar – Foto: Divulgação / PM

(Fonte: G1 Vales de Minas Gerais)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>