Acidentes deixam seis mortos e mais de 20 feridos na BR-381

1

Foram quase dois mil quilômetros de viagem entre a pequena cidade de Princesa Isabel, no Estado da Paraíba, até a Serra de Igarapé, que fica entre os municípios de Igarapé e Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, local onde o ônibus capotou e matou cinco pessoas na manhã deste domingo (20/12). Entre as vítimas fatais estão mãe e filha e, inclusive, uma grávida que deu a luz no momento do acidente.

A viagem com destino a São Paulo teve início às 14h da última sexta-feira (18). Cerca de 40 pessoas estavam no ônibus, número ainda não confirmado oficialmente pelas autoridades. Uma das sobreviventes dessa tragédia, Maria Rodrigo da Silva, de 65 anos, contou que comprou a passagem por R$ 280. “Essa foi a primeira vez que eu peguei um ônibus clandestino. O bilhete de ônibus legalizado custa R$ 500. Vejo que foi uma economia boba. Nunca mais farei isso”. A dona de casa, que nasceu no Nordeste e voltava para a sua residência, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, também relatou como foram os momentos de pavor dentro do ônibus. “Eu estava acordada quando tudo aconteceu. Percebi que o ônibus começou a andar muito rápido, quando ele tombou. Foi assustador ver todo mundo caindo sobre todo mundo. Quem se salvou foi pela graça de Deus”, concluiu.

Cinco pessoas morreram e 16 ficaram feridas no km 526 – Foto: Divulgação / CBMG

O capotamento causou a morte de cinco pessoas. Entre as vítimas fatais estão Andriele Ivo Gomes, de 28 anos, e a filha Maria Isabela Gomes da Silva, de 6 anos. Uma outra mulher, que ainda não foi identificada, estava grávida de seis, deu a luz no momento do acidente. Porém, a mãe e o bebê não sobreviveram aos ferimentos e morreram no local. A quinta vítima é um homem, que também não teve a identidade revelada até o momento.

Outras cinco vítimas mais graves foram encaminhadas para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Dentre elas estava um menino, de apenas três anos, que sofreu uma lesão no tórax.

O motorista, que também era o proprietário do ônibus, está foragido e é procurado pela polícia. O veículo que se envolveu no acidente é do ano de 1995 e estava com os pneus carecas.

O trânsito foi interditado durante o resgate das vítimas, mas já foi liberado. De acordo com a empresa que gerencia o trecho, o congestionamento atingiu cinco quilômetros.

Cinco pessoas morreram e 16 ficaram feridas no km 526 – Foto: Divulgação / CBMG

Outro acidente

Uma mulher morreu em um acidente entre dois carros de passeio na tarde de domingo (20/12). A colisão aconteceu logo após um radar no km 338, próximo ao Posto Gira-Sol, em Bela Vista de Minas.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Serviço Voluntário de Resgate (Sevor) estiveram no local. Segundo informações das autoridades, houve uma batida entre dois veículos, um Golf e um Palio, com uma vítima fatal. Uma mulher ficou presa às ferragens e não resistiu.

O corpo foi levado para o IML de João Monlevade e quatro feridos encaminhados para o Hospital Margarida. A mulher ainda não teve o nome divulgado.

Uma pessoa morreu e 4 ficaram feridas no km 338 – Foto: Reprodução / Defato

(Fonte: O Tempo / Defato)

1 COMENTÁRIO

  1. Veja só, só quero frisar uma questão, assim como disse a senhora que comprou a passagem no Ônibus clandestino Por R$ 280,00, mas se ela tivesse comprado na outra impresa pelos R$ 500.00 também teria acontecido esse acidente, pois todo meio de transporte ele traz perigo, pois trafega do mesmo jeito nas nossa péssimas rodovias, principalmente no norte e centro sul do nosso querido país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.