Homem é preso por assediar adolescente em ônibus que seguia para o Norte de Minas

0
Semana do Empreendedorismo Sebrae Nanuque

O retorno para casa se tornou angustiante para uma adolescente de 14 anos que estava sozinha em um ônibus interestadual e sofreu abuso sexual durante a madrugada desta sexta-feira (18/12), por outro passageiro que estava sentado em uma cadeira ao seu lado. O suspeito foi detido pela manhã na BR-381, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Para acionar a polícia, a adolescente teve a ajuda da passageira que estava atrás dela no ônibus de viagem, que deixou São Paulo e seguia em direção à Espinosa, no interior de Minas, conforme informações da PRF. A jovem é de Lassance, cidade do Norte de Minas, e retornava para casa.

“A mulher observou que, desde o início da viagem, o suspeito identificado como A.C.G.D.M, de 32 anos, puxou conversa com a vítima”, explicou o inspetor Aristides Júnior, chefe da comunicação social da PRF. Conforme o relato da testemunha, durante as paradas, o suspeito teria pago lanches para a menor.

“Por volta de 5h, a passageira, que observava os dois, que estavam nas cadeiras da frente, percebeu que a jovem chorava muito e estava nervosa. A mulher acionou o motorista do ônibus e contou o que acontecia”, lembrou Júnior.

A passageira ainda chegou a emprestar o próprio celular para a jovem enviar uma mensagem para a família. No texto, a vítima pedia para que o pai a esperasse na rodoviária de Lassance e dizia que era urgente, questão de emergência.

“Após receber o celular, a mulher explicou a situação para o motorista e, ao passar pelo KM 528, o condutor parou e pediu ajuda para agentes da PRF que atendiam a um acidente no trecho”, contou.

A jovem confirmou que, no fim da madrugada, sentiu o criminoso passando as mãos pelas suas pernas e nos seus seios. Ele ainda teria tentado beijá-la. Por medo, durante o abuso, ela permaneceu calada e chorando, segundo informações da PRF.

A vítima contou que conversou a viagem inteira com o suspeito, mas disse não ter percebido que poderia ser vítima dele. Ela só percebeu as intenções do criminoso quando ele começou a passar a mão nela.

Ainda segundo a PRF, o suspeito negou o crime, mas acabou detido. Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil.

“O Conselho Tutelar de Contagem foi acionado, já que a vítima estava sozinha, e acompanhou o registro da ocorrência até a chegada do pai da vítima, que mora no interior do Estado e após ser informado, seguiu para Contagem”, encerrou Júnior. O órgão declarou não poder passar nenhuma informação sobre os casos recebidos por eles.

A adolescente, o suspeito e os policiais rodoviários federais que atuaram no caso foram ouvidos pela delegada Marina Cardoso, na Delegacia de Plantão de Contagem. De acordo com a Polícia Civil, A.C.G.D.M será autuado em flagrante por estupro de menor de 18 anos e encaminhado para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Contagem. Ele não tinha passagens anteriores pela polícia.

Menina mandou mensagem para o pai após ser abusada – Foto: Divulgação / PRF

Lembrete importante

As crianças com idade inferior aos 12 anos só podem realizar viagens mediante a autorização do pai ou responsável. Já os adolescentes, com idade superior, conseguem viajar sozinhas, desde que apresentem a certidão de nascimento original ou carteira de identidade, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Cuidados

Os pais que pretendem deixar os seus filhos viajarem sozinhos durante as festas de final de ano devem ficar atentos para as condições do trajeto.

“Em caso de crianças que irão embarcar em voos ou ônibus, sozinhas, os pais devem optar por viagens diretas. Ou seja, sem conexão ou parada. Isso porque há risco dela descer e não retornar”, alertou a advogada Renata Ronan, que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e do Jovem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

“Caso não tenha jeito, o responsável deve escolher voos ou ônibus com tempo de parada/conexão curtíssimos. É importantíssimo dizer também que o pai deve explicar para o filho que quando houver parada na estrada, em caso de viagens de ônibus, dele deve permanecer dentro do veículo”, explicou.

A identificação do menor, com os dados da família, é outro ponto importante nestes tipos de caso. “Os pais devem deixar em local visível da criança, os números de telefone dos parentes, o endereço da família e outros dados que possam ajudar em caso de emergência”, encerrou.

Por fim, Renata explicou que é fundamental que alguém esteja esperando a criança no ponto final da viagem, seja na rodoviária ou no aeroporto.

(Fonte: O Tempo / Repórter: Camila Kifer)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.