Vitimas de acidentes buscam cada vez mais ajuda de mediadores do Detran-MG para acordos pacíficos

0
Semana do Empreendedorismo Sebrae Nanuque

Chegar a um acordo de forma pacífica, sem precisar enfrentar os trâmites de um processo judiciale, ainda, ser acolhido em meio à dor da perda de um ente querido. É esse tipo de ajuda quetem levado cada vez mais pessoas envolvidas em acidentesde trânsito e familiares de vítimas aprocurarem o Núcleo de Mediação Restaurativa do Trânsito (Medtrans) do Detran de Minas Gerais.

Nos seis primeiros meses de funcionamento, desde a sua implantação, em fevereiro deste ano, o núcleoregistrou 558 atendimentosa acidentados e parentes de vítimas das ocorrências de trânsito. Dos casos que passaram pela mesa de mediação de conflito no período, 46% foram concluídos com um acordo entre as partes.

Entendimento

A psicóloga Ellen Carvalho, gerente do Medtrans, considera os resultados expressivos,uma vez que o serviço foi criado há pouco tempo. Segundo ela, os dados mostrama efetiva contribuição da mediaçãocomo forma de a vítima ser ressarcida dos danos morais e materiais, sem precisar levar o caso às instâncias judiciais.

“Fazemos a interlocução entre os envolvidos nos acidentesde forma queautor e a vítima cheguem a um entendimento”, afirma a gerente do Medtrans. O Núcleo conta com uma equipe composta por uma investigadora e três analistas da Policia Civil de Minas Gerais, com formação nas áreas de psicologia e sociologia.

Em seis meses de atuação, o Núcleo de Mediação intermediou um acordo em quase metade das ocorrências – Foto: Divulgação / Polícia Civil de Minas Gerais

Exemplo

O Medtrans fica dentro da Delegacia Especializada em Acidentes de Veículos, em Belo Horizonte, onde os casos a serem atendidos são encaminhados pelos delegados de polícia, com base nos registros do sistema.

Foi lá que o assistente comercial Jeferson Fabiano Feller, vítima de duas ocorrências de trânsito, recebeu a orientação de tentar uma solução por meio da mediação de conflitos. Um dos acidentes envolvia o carro de Jeferson e o outro, o veículo da empresa onde ele trabalha.

“Eu cheguei desesperado à delegacia, sem saber o que fazer, como pagar os estragos que as batidas provocaram nos carros. Além disso, estava  preocupado com os custos com advogado e a demora de todo processo na Justiça”, relata o assistente comercial.

O alívio veio quando a equipe do Medtrans localizou as outras partes envolvidas e mediou um encontro com Jeferson. Em um dos acordos, o assistente comercial recebeu R$ 2,8 mil em indenização.

“Foi uma solução rápida. Vantajosa tanto pra mim, que não fiquei no prejuízo, quanto para a outra parte, que deixou de enfrentar um processo judicial”, ressalta Jeferson Fabiano.

Percepção do drama das vítimas

Além de intermediar a melhor saída para os conflitos de trânsito, a equipe  do Medtrans atua na percepção e no sentido de amenizar o drama das vítimas e de seus familiares.

“São pessoas que, muitas vezes, perderam entes queridos e chegam aqui tão fragilizadas que não conseguem nem tomar decisões”‘, afirma Ellen Carvalho, acrescentando que a assistência psicossocial gratuita também faz parte do conjunto de ações do Medtrans.

Abordagem diferenciada

A assistente administrativo Paula Fernanda Barbosa ficou surpresa com a abordagem diferenciada que ela e a mãe tiveram no núcleo de mediação. Elas chegaram lá em choque e abaladas com o acidente que levou o irmão de Paula a entrar em coma. O rapaz caiu de uma bicicleta, acabou atropelado por um carro que passava na hora e sofreu traumatismo craniano.

“Fomos à delegacia registrar a ocorrência, aí recebemos ajuda psicológica, nos ouviram até ficarmos calmas e reestruturadas para passar por esse problema, o que não é fácil”, afirma Paula Fernanda que elogiou a equipe por disponibilizar quatro sessões de terapia pra ela e a mãe.

Outras orientações

O Medtrans ainda informa o cidadão sobre os direitos e deveres dos envolvidos em acidentes de trânsito, orienta sobre os procedimentos legais e também reforça as informações sobre o DPVAT (seguro obrigatório), na tentativa de evitar fraudes de pagamentos de indenizações indevidas.

Serviço

Interessados em saber mais sobre o Medtrans podem ligar para o telefone (31) 3214-3434 ou ir pessoalmente à Delegacia de Acidentes de Veículos, na Rua Sergipe 57, bairro Funcionários. O horário de atendimento é de 8h às 17h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.