Moradores do Leste de Minas estão entre as vítimas do acidente com ônibus no RJ

0

A Polícia Civil do Rio de Janeiro já identificou doze das quinze vítimas do acidente com ônibus em Paraty, no sul do Rio de Janeiro. O condutor do ônibus, Marcel Magalhães Silva, de 50 anos, teve alta na manhã desta segunda-feira, 7 de setembro.

Foram identificados os corpos da doméstica Vanilda Santana Moura, de 62 anos; da estudante de Direito Juliana Rocha Medeiros dos Santos, de 26 anos; de Thalita Amâncio, que chegou a ser levada para um hospital para passar por uma cirurgia, mas não resistiu; da estudante de publicidade Gabriele Matheus de Macedo, de 21 anos; de Bruno Mariani da Silva, de 26 anos; da estudante de pedagogia Kathlynn Fernandes Xavier, de 18 anos; e do casal Robson Antunes Braga, de 52 anos, e Cláudia Maria Arruda, de 54 anos.

Segundo conhecidos, Robson e Cláudia são de Timóteo e residiam no bairro Alvorada. Os corpos serão velados na capela do Cemitério Jardim da Saudade, com previsão de chegada somente na terça-feira. Até o começo da noite desta segunda-feira, ainda estavam no Instituto Médico Legal (IML) de Paraty.

Testemunhas da tragédia

Sobreviventes explicaram sobre o acidente: “O ônibus estava bastante cheio, tinha bastante gente em pé. Ele começou a correr naquele momento. Eu percebi que ele estava com uma velocidade alta demais para fazer curva ali, que ele não ia dar conta de fazer. Mas no momento que eu percebi que a velocidade dele estava alta, ele já tombou”, afirmou Silvio Jui.

Acidente aconteceu no Morro do Deus Me Livre, em Paraty (Foto: Reprodução / Globo News)

“Pneu careca. Eu desci pelo lado da roda e vi que estava careca. Não tinha freio. Na primeira descida que ele pegou, ele perdeu. Ele gritou ainda que não tinha freio, três vezes ele disse. Ele falou: ‘não tem freio, não tem freio’. Então, talvez ele tenha feito essa opção de jogar o carro para o lado direito que era um barranco. Se fosse para o esquerdo, era um abismo. Aí iam morrer todos”, contou Sandra Landi, que também estava no ônibus.

“Meu filho deixou dois filhos: uma criança de três meses e um menino de seis meses. O filho dele está para ser operado agora dia 17 e meu filho está ali dentro. Você entende a noção de ver meu filho, um rapaz de 26 anos, que tinha sonhos na vida, de conhecer Trindade, como todo mundo tem o sonho de conhecer Trindade, e sair daqui dentro de um caixão?”, lamentou Iara Cristina da Silva, mãe de Bruno Mariani da Silva.

“Feriado prolongado, ela sempre vinha. Dessa vez aconteceu isso. Eu estava desesperado, mas pensando que não ia ser ela. Minha filha única, estava se formando em Direito. Eu não sei o que fazer”, disse Valdemar Medeiros, pai de Juliana Rocha Medeiros.

O acidente aconteceu no fim da manhã desse domingo (6). O ônibus saía de Paraty e ia em direção a Trindade. O veículo tombou em um trecho conhecido como “Deus me livre”. O delegado que comandou o início da investigação, Márcio Teixeira de Melo, disse que todos os equipamentos encontrados no ônibus serão periciados, inclusive o contador, o aparelho que conta quantas pessoas entraram no ônibus. Ele afirmou que havia um excesso no número de passageiros, já que o documento do ônibus mostrava que a capacidade máxima era de 45 pessoas e o veículo circulava com 81.

A investigação é comandada agora pelo delegado João Dias, de Paraty, que disse que o laudo com a perícia deve ficar pronto em até 30 dias. Ele disse que vai intimar os sobreviventes para esclarecer o que aconteceu.

Robson e Cláudia residiam no Bairro Alvorada, em Timóteo – Foto: Reprodução

Veja a lista das vítimas:

ÓBITOS:

Bruno Mariani da Silva, 21 anos (São Paulo)
Juliana Rocha Medeiros dos Santos, 23 anos (São Paulo)
Thalita Amâncio, de 31 anos – São João de Meriti (RJ)
Raquel Amâncio, de 41 anos – São João de Meriti (RJ)
Vanilda Santana Moura, de 62 anos – São Paulo (SP)
Gabriele Matheus de Macedo, de 21 anos – São Paulo (SP)
Robson Antunes Braga, de 52 anos – Timóteo (MG)
Cláudia Maria Arruda, de 54 anos – Timóteo (MG)
Kethllyn Fernandes Xavier, de 18 anos – São Paulo (SP)
Tatiane de Assis Albuquerque, de 38 anos – Rio de Janeiro (RJ)
Sueli Testai Atui, de 68 anos – São Paulo (SP)
Kênia Diany Garcia – São José do Rio Preto (SP)

FERIDOS:

Açucena dos Santos Nascimento
Adailton Antônio Brás Sobrinho
Adriana dos Santos
Aline Gonçalves da Silva
Ana Carolina Silva Araújo
Ana Claudia Brito de Macedo
Ana Paula Leme
Andrea Ives de Araujo
Andresa Ives de Araújo
Angelo da Silva
Anilda Ives de Araújo
Bruna Gabriel Barbosa dos Santos
Cesar Augusto
Claudia Jesus dos Santos
Claudio Pinto de Oliveira
Cleiton Scarpante
Eduardo de Souza
Edvaldo José de Brito
Eike Felipe Nascimento
Enna Marta Sampaio
Fernando Sávio Silva
Florência Campos
Franco Aurélio Ravicini
Gabriel Eduardo dos Santos
Guilherme Santana Paixão
Gustavo Correia
Heloisa Helena de Souza Gomes
Inês Moneda Arnole
Ivana Cazeto
José Marcio Marcos Mendes
José Marcos Alves
Leonardo Homero Medeiros
Letícia Gonçalves Leão
Luan Eloi Meirelles de Souza
Maiara Beatriz Silva
Marcel Magalhães Silva (motorista do ônibus)
Maria Luisa de Souza Gomes
Maria Marta Silva
Mateus Gonçalves
Mikael dos Santos
Mirian dos Santos
Osmar Ribeiro
Paloma Soares Santos
Rafael Alves Santos
Rafael Araújo Soares
Rafael Nascimento Lucena
Rafaela Vieira dos Santos
Renata Diniz Viela
Renato Carneiro
Rodrigo Fon
Sabina Karem Edorer (alemã)
Sandra Aparecida Silveira
Sandra Landi Rominhole
Silvio Rogério Junior
Suzilene Martins Magalhães
Telma Aversa
Tiago Matos Azevedo
Vinicius Luis Miranda de Jesus
Vitoria Zavagli
Wallace Ferreira Cunha
Willian Rodrigues Donato
Wilson Carvalho Leão

(Via Diário do Aço)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.