Leste de Minas pede retomada de cirurgias eletivas

0

Demanda foi apresentada por autoridades e representantes da área de saúde em reunião no Vale do Rio Doce.

Atraso nos pagamentos aos hospitais referentes à Autorização de Internação Hospitalar (AIH) foi a principal queixa de autoridades e representantes da saúde da região de Governador Valadares (Vale do Rio Doce). A reclamação foi apresentada durante reunião no município promovida pela Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nesta quinta-feira (2/7/15).

De acordo com os deputados Bonifácio Mourão (PSDB) e Celinho do Sinttrocel (PCdoB), autores do requerimento para a reunião, estão suspensas todas as cirurgias eletivas em Governador Valadares, como consequência do atraso dos pagamentos do Estado, referentes à AIH, de outubro de 2014 aos dias atuais. “São 1.400 pacientes da região já avaliados e aguardando agendamento para a cirurgia, mas sem nenhuma expectativa de data”, afirmou o deputado Bonifácio Mourão.

O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Rio Doce (Cisdoce), Weliton da Silva, disse que precisa ser urgente a retomada das cirurgias eletivas. Ele falou que o Hospital São Vicente de Paula, em Governador Valadares, conta com uma série de pedidos suspensos. O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Microrregião do Vale do Aço (ConSaúde), Márcio Lima, também pediu o retorno das cirurgias eletivas na região. “Esse é o tema principal dessa audiência pública e precisa ser resolvido”, salientou.

Durante a reunião, representantes de hospitais do Vale do Rio Doce e vereadores locais foram também unânimes em pedir recursos para a volta das cirurgias eletivas em Governador Valadares e região. O presidente da Câmara Municipal, Adauto Carteiro, disse que vai propor um requerimento direcionado aos governos federal e estadual para tentar solucionar o problema.

A audiência pública da Comissão de Saúde foi realizada na Câmara Municipal de Governador Valadares, que ficou lotada – Foto: Sarah Torres / ALMG

Término da construção de Hospital Regional também é demanda em Valadares

O deputado Bonifácio Mourão disse que outra demanda da região na área de saúde é a retomada da construção do Hospital Regional de Governador Valadares. Segundo o parlamentar, faltam 25% das obras para a conclusão. “É importante o término da construção, pois o hospital vai atender a demandas de alta complexidade de 86 municípios da região”, afirmou.

A prefeita de Governador Valadares, Elisa Costa, concordou com a importância de se concluírem as obras do Hospital Regional. Ela afirmou que o Estado prevê o retorno da construção já agora em julho. Sobre as cirurgias eletivas, disse que o município vai lutar para retomá-las. Elisa Costa ainda falou que, apesar dos problemas, é preciso reconhecer as ações na área de saúde realizadas nos últimos anos. “Com o programa Mais Médicos, por exemplo, foi possível ampliar a cobertura da atenção básica na região”, salientou.

A prefeita também destacou a importância da inauguração, no mês passado, de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Governador Valadares. “Vai funcionar 24 horas e vai ajudar no primeiro diagnóstico do paciente”, destacou. Ela ressaltou que o custo foi dividido entre os entes públicos: 50% das verbas vieram do Governo Federal, 25% do Estado e 25% do município. Ainda segundo a prefeita, o fato de gestões anteriores do Governo do Estado terem deixado de investir R$ 14 bilhões na saúde nos últimos anos teria prejudicado muito a área.

Subfinanciamento

O presidente da Comissão de Saúde, deputado Arlen Santiago (PTB), acredita que a principal causa dos problemas na área de saúde é o subfinanciamento do setor. “O SUS (Sistema Único de Saúde) é um grande programa, mas, infelizmente, faltam recursos necessários para o atendimento universal”, afirmou. Já a deputada Celise Laviola (PMDB) disse que a Comissão de Saúde vai se esforçar para “buscar com os governos uma solução definitiva para os problemas apresentados na reunião”.

O promotor de Justiça da Infância e Juventude da comarca de Governador Valadares, Randal Bianchini Marins, pediu que seja enviado ao Ministério Público um resumo do que foi debatido na audiência. “O que for de nossa atribuição, vamos adotar as providências necessárias”, ressaltou.

O deputado Arlen Santiago afirmou que vai apresentar, na próxima reunião da Comissão de Saúde, requerimentos para que o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado de Saúde tomem providências necessárias para fazer os pagamentos atrasados referentes à AIH, com objetivo de serem retomadas as cirurgias eletivas em Governador Valadares e região.

A audiência pública da Comissão de Saúde foi realizada na Câmara Municipal de Governador Valadares, que ficou lotada – Foto: Sarah Torres / ALMG

(Fonte: ALMG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.