Campanário e Urucânia estão em situação de colapso por causa da falta de água

0
Semana do Empreendedorismo Sebrae Nanuque

63 municípios estão em situação de iminente colapso e outros 23 apresentam problemas. Os dados são das cidades com concessão da Copasa.

Cidades do interior de Minas Gerais também estão sofrendo com a crise hídrica que o estado vive. Moradores de pelo menos 88 municípios que têm concessão com a Companhia de Saneamento do Estado de Minas Gerais (Copasa) já sentem na pele a falta de água. Destes, dois já estão em situação de colapso, 63 em iminente colapso e outras 23 apresentam problemas. Em relação as cidades que tem sistemas de abastecimento autônomo, 50 já estão em racionamento e outras 13 iniciaram rodízio. Os dados foram divulgados na tarde desta sexta-feira durante a coletiva do governador Fernando Pimentel (PT).

Nos municípios sem a concessão da Copasa a situação não é diferente. Ao todo, 99 dos 224 do municípios que têm o serviço autônomo, estão em situação ruim ou perto disso. “Pode até parecer baixo o número, mas é bom lembrar que dentro das 63 cidades que já tomaram as medidas emergenciais, tem municípios de grande porte como Juiz de Fora, Viçosa e Tupaciguara”, comentou o governador.

Situação de Colapso: Campanário e Urucânia

Em situação de Iminente colapso: Urucuia, Várzea da Palma e Barra, Campos Altos, Araxá, Conquista, Iraía de Minas, Frutal, Paracatu, Prata, Rio Paranaíba, Astolfo Dutra, Carandaí, Rodeiro, Cachoeira de Minas, Campanha, Campos Gerais, Candeias, Cristais, Itamonte, Lavras, Piranguçu, Piranguinho, São Francisco de Paula, São José da Barra, São Tiago, Abaeté, Arcos, Bom Despacho, Cedro do Abaeté, Congonhas, Conselheiro Lafaiete, Entre Rios de Minas, Igaratinga, Itapecerica, Lagoa Dourada, Luz, Neolândia, Ouro Branco, Perdigão, Piedade dos Gerais, Santo Antônio do Monte, São Brás do Suaçuí, São Gonçalo do Pará, Alpercarta, Virgolândia, Água Boa, Malacacheta, Novo Cruzeiro, Paulistas, Poté, Rio Vermelho, Santa Maria do Suaçuí, Senador Modestino Gonçalves, Arinos, Brasília de Minas, Cristália, Ibiracatú, Distritos de Ibiracatu, Jaíba, Distrito de Janaúba, Montes Claros e Taiobeiras.

Apresenta problemas: Medina, Esmeraldas, Jaboticatubas, Pará de Minas, Ravena, Dionísio, Congonhas (distritos), São Gonçalo do Sapucaí, Nazareno, Divisa Nova, Visconde do Rio Branco, Santa Margarida, Santana do Deserto, Ubá, Espera Feliz, Madre de Deus de Minas, Porto Firme, Resende Costa, Ritápolis, Barão do Monte Alto, Barbacena, Barroso e Bom Jardim de Minas.

(Estado de Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.