Africano que estudava na UFOP morre afogado em cachoeira de Mariana

0

As causas do afogamento ainda não foram esclarecidas pelo Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil.

As causas da morte do estudante Braima Mané, de Guiné-Bissau, que cursava o Curso de Ciências Econômicas na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), e se afogou em uma cachoeira em Mariana, na Região Central de Minas Gerais, deve ser investigada. Ainda não há informações de como aconteceu o afogamento.

Braima Mané, de 24 anos, estudava na UFOP desde o primeiro semestre de 2010 – Foto: Reprodução

A UFOP informou, por meio de nota, que o estudante tinha 24 anos, se matriculou na universidade no primeiro semestre de 2010, vinculado ao Programa Estudante Convênio de Graduação (PEC-G) Nesse domingo, ele se afogou na cachoeira Serrinha, em Passagem de Mariana. As causas não foram informadas pela instituição.

De acordo com a Polícia Civil, o boletim de ocorrência sobre o caso está sob a responsabilidade do Corpo de Bombeiros. Até às 18h desta segunda-feira, o documento não tinha sido entregue na delegacia da cidade e nem mesmo foi fechado.

O irmão do jovem, que também mora no Brasil, já se deslocou de Vitória para Mariana para cuidar dos trâmites legais para o traslado do corpo.

Por meio das redes sociais, familiares e amigos da vítimas tentam arrecadar verba para levar o corpo para o país de origem do estudante. “Agradecemos as pessoas que solidarizam conosco nesse momento difícil de perda de nosso querido Braima Mané. Agora precisamos da solidariedade de cada um”, disse um parente no Facebook. No texto, o homem ainda afirma que a Universidade vai auxiliar os familiares.

Desde o início de Janeiro, o Corpo de Bombeiros já registrou pelo menos 38 mortes por afogamento em Minas Gerais. O balanço foi divulgado nesse domingo. No ano passado, foram registradas 66 mortes durante todo o mês de janeiro.

(Estado de Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.