Flamengo vence o Atlético no Maracanã e abre vantagem na semifinal da Copa do Brasil

0

Time alvinegro é derrotado pela equipe rubro-negra no Estádio Maracanã no confronto de ida das semifinais da Copa do Brasil


Praticamente imbatível quando joga em casa na Copa do Brasil, o Flamengo fez mais uma vítima na noite desta quarta-feira. Empurrado pelo retrospecto invicto nos últimos dez anos e, principalmente, pela força da torcida, o Rubro-negro venceu o Atlético-MG por 2 a 0 no Maracanã e largou na frente na briga por uma vaga na final da competição. Cáceres, de cabeça, e Chicão, de pênalti, marcaram os gols que garantiu a vantagem rubro-negra na semifinal.

Com o resultado negativo, o Atlético-MG precisa de uma vitória por três ou mais gols no duelo de volta, no próximo dia 5 (quarta-feira), no Mineirão, para ficar com a vaga na decisão do torneio. A equipe mineira está na mesma situação das quartas de final. Na ocasião, perdeu em São Paulo para o Corinthians por 2 a 0, mas conseguiu virar e ganhar, em Belo Horizonte, por 4 a 1.

Já o Flamengo pode até perder por um gol de diferença ou mesmo por dois gols de diferença, mas para isto terá que fazer um ou mais gols (3 a 1, 4 a 2, etc). Em caso de 2 a 0 para os mineiros, o finalista da Copa do Brasil será conhecido na decisão por pênaltis.

Na outra semifinal, o Cruzeiro derrotou o Santos por 1 a 0, no Mineirão. O jogo de volta também será no próximo dia 5.

Fases do jogo

O início da partida foi o reflexo da escalação dos times. Com o Atlético-MG optando por uma formação mais defensiva, com Pierre na vaga de Luan, o Flamengo impôs seu ritmo e dominou as primeiras ações. O goleiro Victor teve que trabalhar bem em pelo menos três lances para evitar que os cariocas largassem na frente do placar.

Flamengo fez valer o mando de campo e saiu do Maracanã com boa vantagem – Foto: Maurício Val/VIPCOMM

Empurrado pela torcida que compareceu em bom número ao Maracanã, o Rubro-negro ditava o jogo. O Atlético-MG tentava aproveitar as saídas rápidas em contra-ataque, mas não levava tanto perigo.

A mesma torcida que empurrava o Flamengo também deixava o time nervoso. Aos poucos, os mineiros aproveitavam os espaços no campo e chegavam ao ataque. No entanto, assim como os mandantes, não eram tão efetivos. A falta de uma melhor pontaria no ataque em ambos os times contribuiu para o placar zerado ao fim do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o Atlético-MG, melhor posicionado, chegou a desenhar uma troca de comando na partida. Mas o domínio não durou muito. Aos 16 minutos, o Flamengo chegou ao gol, acordou a torcida e voltou a mandar no jogo: após cobrança de falta de João Paulo no travessão, Gabriel pegou o rebote na ponta direita e cruzou para Cáceres, que tocou de cabeça para o fundo das redes.

A festa parecia completa no Maracanã. Mas o Flamengo ainda conseguiu deixar o cenário melhor. Aos 35 minutos, em pênalti sofrido por Gabriel após grande jogada pela direita, Chicão fez 2 a 0 e deu números finais ao jogo.

Flamengo 2 x 0 Atlético

Data: 29/10/2014 (quarta-feira)
Local: Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)
Público: 40.909 pagantes / 45.642 espectadores
Renda: R$ 2.858.215,00
Cartões amarelos: Canteros, Chicão e Cáceres (FLA); Pierre e Marcos Rocha (ATL)
Gols: Cáceres, aos 16, e Chicão, aos 35 minutos do segundo tempo

Flamengo
Paulo Victor; Léo Moura, Chicão, Samir e João Paulo; Cáceres, Márcio Araújo, Canteros (Amaral) e Gabriel; Everton (Luiz Antônio) e Eduardo da Silva (Nixon)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Atlético-MG
Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Edcarlos e Douglas Santos (Alex Silva); Josué, Pierre (Luan), Dátolo, e Maicosuel; Carlos (Marion) e Diego Tardelli
Técnico: Levir Culpi

(Fonte: UOL Esportes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.