Vereadores aprovam projeto de lei que valoriza talentos da terra na Festa do Capelinhense Ausente

0

Foi aprovado por 09 votos a favor e 03 abstenções, na noite dessa segunda feira (17/02) o projeto de lei 056/2013 de autoria dos vereadores Cleuber Luiz e Mazinho do Açougue, com emenda do vereador Jailson Pereira, que regulamenta a festa do Capelinhense Ausente, prestigiando e valorizando os artistas da terra.

Votos favoráveis: Mazin do Açougue, Jailson Pereira, Roberval Pimenta, Luciano do Mundo Animal, Tadeu Filipe Fernandes de Abreu, Cleuber Luiz de Miranda, Cí da Farmácia, Wilson Carlos de Abreu e Gedalvo Fernandes.

Abstenções: Déo Miora, Valdão da Casa de Apoio e Zelita

Se a lei for sancionada pelo prefeito, os artistas de capelinha receberão uma margem de 8% sobre os valores contratados nos shows de artistas de renome nacional!

O projeto visa também melhorar o evento proporcionando maiores oportunidades aos capelinhenses de desenvolverem suas atividades artísticas ou comerciais beneficiando ainda várias entidades com parte da renda do Galpão Cultural, além de determinar a obrigação da prestação de contas do evento, fato que há anos não acontece.

Valores investidos e lucros obtidos são mistérios que a cada ano podemos ver que muitos alegam ser uma festa que gera grande prejuízo, mas existe uma disputa acirrada pela promoção do evento.

O Vereador Jailson Pereira (PSD) apresentou emendas ao projeto acrescentando e estipulando que todo show de renome contratado para a festa gere uma obrigação de investir 8% daquele cachê nos shows dos artistas da terra.

Em outra emenda o vereador elimina a possibilidade de venda casada como aconteceu no show do Padre Fábio de Melo em que o povo de Capelinha pagava 50 reais por um ingresso e ganhava um segundo, uma fórmula encontrada para fazer com que a meia entrada ficasse nos 25 reais.

(Capelinha.net)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.