Home / Norte de Minas / Secretaria de Agricultura de Minas Gerais e Codevasf vão recuperar 500 km de estradas do Projeto Jaíba

Secretaria de Agricultura de Minas Gerais e Codevasf vão recuperar 500 km de estradas do Projeto Jaíba

Serão investidos R$ 5,5 milhões, de convênios celebrados entre a Ruralminas e Codevasf e de emenda parlamentar. O prazo para a conclusão das obras é de seis meses.


A produção do projeto Jaíba já chega a 1,35 milhão de toneladas de frutas

A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais dará início à recuperação de 500 quilômetros de estradas vicinais no perímetro irrigado do Projeto Jaíba, no Norte de Minas. A ordem de serviço para início dos trabalhos será assinada pelo secretário Zé Silva, na próxima quarta-feira (22), às 14 horas, em solenidade no Centro Cultural de Mocambinho, distrito do município de Jaíba.

As obras serão coordenadas pela Fundação Rural Mineira (Ruralminas), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura. O trabalho será desenvolvido em parceria com a Companhia de Desenvolvimento do Vale São Francisco e Parnaíba (Codevasf) e já tem recursos garantidos de R$ 5,5 milhões, provenientes de convênios celebrados entre Ruralminas e Codevasf e de emenda parlamentar. O prazo de conclusão das obras é aproximadamente seis meses.

“Estradas vicinais em situações precárias são um entrave ao desenvolvimento da agricultura. Melhorar as condições de trafegabilidade, de acordo com projetos ambientalmente sustentáveis, garante o escoamento da produção, além de melhorar as condições da população que moram no entorno do perímetro”, explica o secretário Zé Silva.

TECNOLOGIA DIFERENCIADA

Parte do trabalho de recuperação das estradas do Jaíba usará uma tecnologia sul-africana. Trata-se de uma experiência-piloto na região, que vai abranger 10 quilômetros de estradas que cortam o perímetro irrigado. O diferencial, na parte deste trecho que será trabalhado, é a aplicação de um estabilizador de solo, ainda pouco utilizado no Brasil.

O estabilizador é um agente químico que proporciona agregação entre as partículas de argila, garantindo maior durabilidade no serviço, sem provocar a impermeabilização do solo. Além de favorecer a infiltração das águas de chuva no solo, o uso do produto reduz a formação de poeira, buracos e lama, aumentando a durabilidade do serviço. O secretário Zé Silva informa ainda que uma vez analisada a relação custo/benefício, a tecnologia poderá ser incorporada em outros trabalhos de recuperação de estradas tradicionalmente executados pela Ruralminas.

PROJETO JAÍBA

O Perímetro de Irrigação do Projeto Jaíba está localizado entre o rio São Francisco, onde ocorreu o desvio para abastecer os canais, e o rio Verde Grande. A região se destaca como importante polo produtor de fruticultura, principalmente de banana, limão e manga. A área do projeto tem aproximadamente 1.830 pequenos produtores, que contam com a assistência técnica da Emater, 90 médios produtores e 55 empresários. A produção de todas as culturas desenvolvidas na área do projeto (frutas, cana-de-açúcar e olericultura) é de cerca de 1,35 milhão de toneladas, com a geração de 18,5 mil empregos. A atual área irrigada do projeto, incluindo as etapas I e II, é de aproximadamente 20 mil hectares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>