Mais um episódio racista marca a história do futebol

0

O futebol moderno está disposto a mitigar os episódios que desrespeitem a imagem de atletas. São inúmeras as posturas racistas adotadas por torcedores de todo o mundo. Clubes, desde os grandes aos menores, já vivenciaram algum momento constrangedor de preconceito ou violência.

O fato, é que dirigentes do futebol entendem hoje que não se deve mais tolerar ações desse sentido. Compreenderam também que se calar ou não tomar providências é ser conivente ao agressor e agir de forma irresponsável perante ao atleta desrespeitado e seguidores do clube. É preciso aprender a fazer isso, a se posicionar e buscar medidas resolutivas para que episódios assim não voltem a acontecer.

Durante a partida do Vitória dos Guimarães contra o Porto, no último domingo pelo campeonato Português, o atacante Marega foi alvo de insultos raciais desde o aquecimento até o momento da partida. O ocorrido gerou tumulto no campo e fez com que o jogador se retirasse do jogo logo após o segundo o gol do seu clube. “Gostaria apenas de dizer a esses idiotas que vêm ao estádio fazer gritos racistas … vá se f… E também agradeço aos árbitros por não me defenderem e por terem me dado um cartão amarelo porque defendo minha cor da pele. Espero nunca mais encontrá-lo em um campo de futebol! VOCÊ É UMA VERGONHA !!!!”, desabafou Marega em sua rede social.

O cartão amarelo se deu devido ao comportamento do jogador ao reagir as ofensas. Os técnicos dos dois clubes se manifestaram a favor da conduta contra o racismo. “Somos uma família independentemente da nacionalidade, da cor da pele, da cor do cabelo. Somos humanos, merecemos respeito. O que passou aqui é lamentável”, declarou o técnico do Porto, Sérgio Conceição. Já o líder dos Guimarães, Miguel Pinto Lisboa, disse não ter notado os insultos. “ O estádio tem câmeras de vigilância, e com base nelas, vamos apurar todos os acontecimentos e, se houve, vamos sancioná-los, obviamente.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.