Ruas e casas ficam alagadas durante chuva em Montes Claros

0

Uma forte chuva deixou várias ruas e casas alagadas em Montes Claros, no Norte de Minas, na noite de domingo (17/11/2019). O Corpo de Bombeiros registrou 10 chamados em pontos de alagamentos e a região mais atingida foi a do Córrego do Bicano. Não houve famílias desabrigadas e nem desalojadas.

“Os moradores pediram ajuda dos bombeiros por causa dos alagamentos, em algumas casas a água atingiu até um metro de altura. As famílias tiveram prejuízos materiais, mas não precisaram sair das casas”, disse o Tenente Reinaldo Freitas.

As ocorrências foram registradas nos bairros Cristo Rei, Alterosa, São Judas Tadeu e Vila Campos. “Em algumas casas, nós precisamos usar bombas de sucção para retirar a água e em outros pontos, ela baixou de acordo com a diminuição da chuva”.

Durante as chuvas, o muro do campo do Ateneu, que fica no Bairro Todos os Santos, desabou. Segundo os bombeiros, não houve ocorrência de queda de árvores e ninguém ficou ferido.

Foto: Corpo de Bombeiros de Montes Claros
Foto: Corpo de Bombeiros de Montes Claros

Antônio Pimenta e Vila Real

A chuva também alagou ruas e residências nos bairros Antônio Pimenta e Vila Real. Os bombeiros não foram chamados e os moradores retiraram a água usando baldes e rodos. Alguns carros que estavam estacionados em frente a uma igreja, no Bairro Antônio Pimenta, foram arrastados pela correnteza.

“Em algumas casas, a água atingiu cerca de 1,5 metro. Eu moro mais no alto e lá em casa foi cerca de 50 centímetros. Eu não tive prejuízos, mas alguns vizinhos perderam eletrodomésticos”, conta Adelcio Rocha Santos.

Ele mora no bairro há 18 anos e diz que sempre convive com o problema de alagamentos. “A prefeitura tem um projeto de mudança na rede pluvial, mas até agora não fizeram nada. Eles colocaram quebra-molas nas ruas paralelas para desviar a água da chuva e isso está nos prejudicando ainda mais. Toda água está sendo acumulada na nossa rua que fica em uma baixada”, conta o morador.

Na Vila Real, o problema também se repete sempre que chove forte, segundo os moradores.

“Toda vez que chove é assim e temos que ficar de sobre aviso. Ontem nós colocamos pedras para conter a água na entrada do portão, mas não teve jeito. A chuva também arrancou parte do asfalto que foi feito há dois meses na rua”, conta a doméstica Gisele Aparecida Gomes, que mora na Rua Belize há 10 anos.

VER PRIMEIRO: Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.