Tribunal de Contas suspende licitação de medicamentos em Padre Paraíso

0

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas de Minas Gerais referendou hoje (10/10/2019) a decisão monocrática do conselheiro substituto Victor Meyer, que suspendeu o pregão presencial nº 038/2019 da Prefeitura Municipal de Padre Paraíso, cidade do Vale do Jequitinhonha, com a finalidade de adquirir medicamentos. A sessão de abertura das propostas estava marcada para o dia anterior, o que motivou a decisão liminar.

O processo nº 1.077.075 foi aberto a partir de uma denúncia apresentada pela empresa Minas Med Distribuidora de Medicamentos Ltda. que alegou a existência de “possíveis irregularidades” no procedimento licitatório, destacando a falta de acesso à íntegra do edital de licitação do pregão “em ofensa ao princípio da publicidade e aos ditames da Lei de Acesso à Informação”. A denunciante encaminhou ao Tribunal cópias das mensagens de solicitação e de boletim de ocorrência.

O Tribunal determinou que os responsáveis pela licitação devem se abster de promover o seu prosseguimento até uma decisão definitiva, sob pena de multa. Além disso, fixou o prazo de cinco dias para que o prefeito e o pregoeiro de Padre Paraíso comprovem a adoção da medida ordenada, através da publicação do ato de suspensão e da remessa de cópia de todo o procedimento licitatório à Corte de Contas.

VER PRIMEIRO: Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.