Polícia Militar checa denúncia de maus-tratos a cachorro e descobre animal de plástico

0

Um casal de idosos, que mora na zona rural de Baependi, no Sul de Minas Gerais, vai precisar mudar de estratégia para espantar possíveis bandidos que queiram tentar contra a vida ou a casa deles. Isso porque os dois foram denunciados por maus-tratos já que não cuidavam do cachorro que os protegia. A grande questão é que o animal é simplesmente de plástico.


[adrotate banner=”26″]



Tudo começou quando a Polícia Militar de Meio Ambiente de São Lourenço, também no Sul do Estado, recebeu uma denúncia anônima de que o animal estaria sofrendo por estar sempre exposto ao sol, preso por correntes, sem comida nem água. Por causa disso, estaria ficando triste e magro.

Então, na manhã de quarta-feira (8), os agentes foram até o local para confirmar a denúncia. Ao chegar lá, ambas as partes ficaram surpresas – tanto a PM quanto os idosos -, porque, afinal de contas, não se pode tratar mal um animal que é de plástico.

A corporação acredita em duas possibilidades: a de que o denunciante realmente acreditou que se tratava de um cachorro de verdade e, por isso, fez a reclamação. Ou a de que queria apenas fazer uma brincadeira de mau gosto.

O pior disso tudo, de acordo com o sargento Roner, é que foram perdidos dinheiro público e tempo. “Dois policiais ficaram a manhã toda por conta desse falso caso. A cidade fica a cerca de 80 quilômetros de distância de São Lourenço, que fez com que diesel fosse consumido desnecessariamente”, argumenta.

Foto: Divulgação/Polícia Militar

Foto: Divulgação/Polícia Militar

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:

[adrotate banner=”27″]

(Fonte: O Tempo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.