Bombeiro de Minas Novas integra missão em Moçambique

0

O bombeiro minasnovense João Felipe Mota Silveira Magalhães, especialista em operações de busca, salvamento, enchentes e gestão de desastre, integra a equipe que irá atuar em Moçambique, país africano que foi severamente destruído após a passagem do ciclone Idai. Os 20 militares do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais devem desembarcar na cidade de Beira por volta de 12h desta segunda-feira (01/04/2019). O fenômeno natural já resultou em 493 mortes no país africano.






O vice-prefeito de Minas Novas, Felipe Mota, em uma publicação na internet, afirmou que ao longo da sua carreira, o bombeiro João Magalhães participou de inúmeras ocorrências como, por exemplo, no socorro às vítimas da enchente em Urucânia, na Zona da Mata mineira. Também atuou no resgate às primeiras vítimas do rompimento da barragem da Samarco em Mariana, realizando o socorro imediato de dezenas de sobreviventes.

Mais recentemente, o bombeiro minasnovense atuou nas principais operações de busca e salvamento após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Foto: Divulgação

Ciclone

Conforme o coordenador de Gestão de Calamidades (INGC), Rui Costa, 140 mil pessoas estão abrigadas em centros de reassentamento e as operações de busca e resgate continuam. Moçambique vive o drama do risco de cólera, tifo e malária no país. Pelos dados oficiais, 168.940 famílias foram afetadas. Na prática são 839.740 pessoas atingidas e mais de 1.500 feridos.

De acordo com Costa, 53 unidades sanitárias e mais de 3.500 salas de aulas e 99 mil casas foram destruídas. Segundo ele, os dados aumentam diariamente, pois as chuvas não cessaram e as condições de buscas estão prejudicadas. O ciclone Idai atingiu Moçambique, Zimbábue e Malauí. Foram ventos de mais de 200 quilômetros por hora.

Foto: Divulgação

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:



(Fonte: Rádio Turmalina, Hoje em Dia e Agência Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.