Home / Brasil / Chuva deixa mais de 10 mortos em SP

Chuva deixa mais de 10 mortos em SP

O Corpo de Bombeiros atualizou para 12 o número de mortos em razão da forte chuva que atingiu a Grande São Paulo na madrugada e manhã de hoje (11). Foram quatro mortes em Ribeirão Pires e um em Embu das Artes por causa de deslizamentos, três em São Caetano, dois em Santo André, um em São Bernardo e um em São Paulo, por afogamento. Também foram registrados seis feridos.





A 12ª morte foi um homem encontrado em um córrego na Avenida Engenheiro Olavo Alaisio de Lima, em Santo André.

O Corpo de Bombeiros atualizou também os acionamentos à corporação em razão das chuvas. Desde a 0h até as 16h20, foram 123 ocorrências de quedas de árvores, 94 desmoronamentos e desabamentos e 740 chamados por enchentes e alagamentos.

A Defesa Civil informou, por meio de nota, que o número de desabrigados ainda está sendo contabilizado pelos municípios atingidos.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), das 19h de domingo até as 7h de hoje (11), choveu 57,8 milímetros (mm), o que corresponde a 32,6% do volume esperado para todo o mês de março, que é de 177,4 mm. O volume acumulado no mês é de 160,8 mm, 90,6% do esperado.


Doria pede que paulistanos evitem sair de casa

O governador de São Paulo, João Doria, fez um pedido hoje (11) para que paulistanos só saiam de casa para trabalhar. “Além do trabalho, evitem sair de casa para outras atividades e permaneçam em casa. É mais seguro do que estarem fazendo outros programas que não sejam evidentemente a necessidade de ir ao trabalho. Esta é a recomendação da Defesa Civil do Estado de São Paulo”, declarou após participar de evento na capital paulista.

Orçamento

Em 7 de março de 2017, o Diário Oficial do município publicou o deslocamento de R$ 30 milhões de verbas que seriam destinadas para ações e obras de prevenção a enchentes, para construção de uma ponte e para implantação e requalificação de terminais de ônibus para o orçamento da Secretaria de Desestatização e Parcerias, órgão recém-criado por Doria, quando estava na prefeitura.

Sobre esse assunto, Doria disse: “Houve reescalonamento do investimento da prefeitura de São Paulo. Não houve corte. Houve reescalonamento de recursos face a disponibilidade do orçamento da Prefeitura de São Paulo”. Ele destacou que agora o governo trabalha conjuntamente com a prefeitura para implantação de novos piscinões a serem instalados na região metropolitana.

Previsão

O CGE alerta que o solo encharcado mantém potencial para deslizamento de terra em áreas de risco e formação de alagamentos. Para esta terça-feira (12), a previsão é de sol entre nuvens pela manhã e sensação de tempo abafado. Durante a manhã são esperadas pancadas isoladas de chuva e devem se intensificar entre a tarde e o início da noite. Permanece o risco de transbordamento de rios e córregos, bem como a formação de alagamentos intransitáveis e deslizamentos de terra em áreas de risco.

Na quarta-feira (13), o cenário é parecido, com chuvas entre o meio da tarde e o início da noite, com pancadas de forte intensidade. A umidade do ar permanece alta com os menores índices acima dos 60%.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>