Home / Educação / UFMG indefere matrículas de 346 candidatos cotistas

UFMG indefere matrículas de 346 candidatos cotistas

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) indeferiu 336 matrículas de candidatos que haviam sido aprovados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) pelo sistema de cotas. Segundo a instituição, esta é a primeira vez que os vestibulandos que se autodeclaram negros, indígenas e pessoas com deficiências passam por uma banca avaliadora.





Do total de 3.595 candidatos classificados para o primeiro semestre letivo deste ano, 965 se inscreveram para ocupar vagas de cota racial, e 73, para as vagas de pessoa com deficiência.

De acordo com a UFMG, em Belo Horizonte, dos 842 estudantes que compareceram ao registro, 525 tiveram sua matrícula confirmada, e 327, indeferida. Já em Montes Claros, no Norte do Estado, dos 43 candidatos que compareceram, 24 tiveram o registro acadêmico confirmado, e 19, indeferido.

O indeferimento da matrícula pode ocorrer por diversos motivos, como inconsistência na documentação apresentada para comprovação de renda familiar e de procedência de escola pública e não atendimento a critérios avaliados pela comissão ou pela banca de verificação para pessoas com deficiência.

Recursos

Os candidatos que desejarem recorrer do indeferimento da matrícula devem comparecer ao CAD2, no campus Pampulha, ou ao Instituto de Ciências Agrárias (ICA), em Montes Claros, até sexta-feira, 1º de março, ou então depois do carnaval, na quinta-feira (7/3). O horário de atendimento é das 9h às 11h e das 14h às 16h.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: G1 Minas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>