Dupla é presa por extorquir família de padre em Curvelo

0

Um casal foi preso nessa terça-feira (26/02/2019) suspeito de extorquir a família de um padre em Curvelo, na região Central de Minas. De acordo com a Polícia Civil, o padre Elberth Antônio Fernandes Tolentino, de 45 anos, morreu em dezembro de 2018, vítima de um infarto, mas a família passou a ser pressionada por uma mulher de 35 anos, que alegava ter um filho com o sacerdote.


[adrotate banner=”26″]



“Esta mulher procurou a família cerca de um mês após o falecimento do padre Elberth. Ela alegou que manteve um relacionamento de muitos anos e, além de ter um filho, estava grávida de outra criança que seria do padre. Ela se apresentou como juíza de direito e conseguiu convencer uma irmã de que o padre tinha uma mala onde estavam guardadas algumas coisas que comprovariam o relacionamento”, explica o delegado Robert Carvalhais.

A irmã do padre concordou em encontrar com a mulher na residência de familiares onde localizaram uma mala com R$ 140 mil, junto aos pertences do sacerdote. “Eles se encontraram em Sete Lagoas, mas a mulher estava acompanhada de um homem de 54 anos, que disse ser um policial que já tinha feito segurança para ela. Todos seguiram para a casa de familiares em Diamantina. Durante a conversa, a autora afirmou que levaria o dinheiro para periciar. A família permitiu, acreditando que a mulher era mesmo uma juíza”, diz o delegado.

A polícia informou que dias após levar o dinheiro, a mulher voltou a procurar a irmã do padre pedindo para ver um apartamento. “Porém, este apartamento pertence à irmã do sacerdote. Não tem ligação nenhuma ao padre. Diante da negativa dos familiares, a suspeita passou a mudar o tom da conversa afirmando que iria tornar o caso público”.

Familiares procuraram a ajuda de um advogado que orientou a família a encenar uma doação do apartamento. “Nesta terça-feira, quando os documentos eram assinados em uma padaria no Centro da cidade, o advogado acionou a Polícia Civil e nós prendemos o casal em flagrante. Eles foram autuados por extorsão qualificada”.

No flagrante foram recuperados R$ 5 mil que estavam com um dos autores, uma caminhonete que foi paga com parte do dinheiro do padre e ainda R$ 45 mil que estavam escondidos na residência do casal. A polícia informou também que o homem preso já possui passagem por posse de arma de fogo e a mulher responde a dois processos por estelionato na cidade de Corinto. Os dois foram entregues à delegacia.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:

[adrotate banner=”27″]

(Fonte: G1 Grande Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.