Suspeito de matar mulher grávida em Montes Claros é liberado por falta de provas, diz polícia

0

O homem de 47 anos detido na tarde dessa quinta-feira (21/02/2019) por suspeita de envolvimento no assassinato de Danielle Pereira Leite Sampaio, de 32 anos, foi liberado por falta de provas, segundo informações da Polícia Civil. A mulher estava grávida e foi morta a tiros em Montes Claros quando se dirigia para o trabalho de motocicleta. A Polícia Militar afirmou que encontrou mensagens no celular da vítima dizendo que o homem detido queria coagi-la para fazer um aborto. Para a Polícia Civil, não há provas que relacione o suposto envolvimento dos dois com o homicídio.


[adrotate banner=”26″]



O delegado responsável pelo caso, Bruno Rezende, explica que, ainda que fique comprovada a ligação entre a vítima e o homem de 47 anos, não implica que ele tenha participação no crime. Rezende afirma que há duas linhas de investigação que são feitas pela Polícia Civil, e ainda não há como requerer prisão sem confirmação de autoria.

“Há ligação dele com a vítima, um suposto relacionamento. Mesmo assim, não há nada que ligue o homem ao assassinato em si. Vamos continuar investigando. Não está descartada a participação, mas não tem elemento específico para fazer um flagrante. Vai ter que ficar comprovado se ele foi o mandante, ou se é coincidência o fato de ele estar ligado à mulher”, diz.

A Polícia Civil afirma que até para prisões preventivas são necessárias provas de autoria. O delegado diz que o suposto envolvido afirmou ainda que estava em casa na hora do crime, e a versão foi confirmada por familiares dele. Sobre a informação repassada pela Polícia Militar de que havia mensagens da vítima contando a uma amiga que o homem estava a coagindo a abortar o filho, a Polícia Civil diz não poder comentar para preservar o andamento das investigações.

Entenda o caso

Danielle Sampaio foi assassinada com dois tiros na manhã de quinta-feira (21) em frente à casa onde morava, no Bairro Nossa Senhora das Graças. De acordo com a PM, o autor tinha conhecimento da rotina da vítima e a aguardou sair para trabalhar por volta de 5h. Ela foi surpreendida por dois disparos de arma de fogo logo após colocar a motocicleta na rua. A arma e o autor do crime não foram encontrados.

Mulher foi morta a tiros em Montes Claros — Foto: Reprodução/Facebook

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:

[adrotate banner=”27″]

(Fonte: G1 Grande Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.