Operação desarticula núcleos criminosos ligados ao tráfico de drogas no Norte de Minas

0

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) deflagrou na manhã desta segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019, uma operação denominada Macaúbas, cujo intuito é desarticular núcleos criminosos ligados ao tráfico de drogas em Bocaiuva, Montes Claros e São Joaquim de Bicas. Foram cumpridos 48 mandados de prisão temporária, 56 mandados de busca e apreensão e 25 notificações expedidas pela Justiça Criminal da comarca de Bocaiuva, no Norte de Minas Gerais.






A operação contou com a participação de integrantes da Promotoria de Justiça de Bocaiuva, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Montes Claros, 186 policiais militares e 20 agentes penitenciários. Estes últimos, segundo o MPMG, atuaram no presídio de Bocaiúva efetuando uma varredura completa na unidade prisional em busca de armas, drogas e aparelhos de telefone celular.

Segundo as investigações, o tráfico de drogas ocorria em Bocaiuva, mas com pontos de comando que operavam a partir de unidades prisionais do Estado, especialmente nos presídios de Montes Claros (Regional e Alvorada), Bocaiuva e São Joaquim de Bicas.

Alguns mandados de prisão temporária, de acordo com o MPMG, foram cumpridos no presídio de Montes Claros (Regional), Bocaiuva e São Joaquim de Bicas, onde os líderes das quadrilhas vinham atuando.

As investigações, que duraram cerca de um ano, revelaram toda a dinâmica do tráfico de drogas em Bocaiuva e região, evidenciando fornecedores, transportadores e vendedores da droga, bem como a guerra entre facções criminosas na disputa por territórios que resultaram, inclusive, em homicídios.

De acordo com o MPMG, ficou constatado que os líderes das ações criminosas se valiam de adolescentes para a segurança armada dos pontos de venda de entorpecentes, como também da inimputabilidade penal (incapacidade que tem o agente em responder por sua conduta delituosa) dos menores para o ataque aos desafetos.

Resultado

De acordo com a polícia, os trabalhos também resultaram na apreensão de seis armas de fogo, entre elas uma submetralhadora calibre .40, além de 300 gramas de crack; 300 pinos de cocaína vazios; 17 porções de cocaína; 17 aparelhos celulares e R$ 3,382,00 em dinheiro.

Ao decorrer das investigações, as forças de segurança prenderam 16 pessoas por tráfico de entorpecentes e apreenderam cinco veículos utilizados pelas quadrilhas, conforme a polícia. Além disso, 13 celulares pertencentes aos investigados, R$ 1.726,00 em dinheiro, 2,5 quilos de Crack, 336 gramas de cocaína, 13 papelotes da mesma droga, 36 barras, 12 tabletes, 13 buchas e 01 (um) pé de maconha também foram interceptados. As autoridades também apreenderam 475 munições de diversos calibres.

(Foto: Divulgação/11ª RPM)

(Foto: Divulgação/11ª RPM)

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:



(Fonte: MPMG e Estado de Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.