Home / Vale do Jequitinhonha / Funcionário público mata ex-companheira em Virgem da Lapa, no Vale do Jequitinhonha

Funcionário público mata ex-companheira em Virgem da Lapa, no Vale do Jequitinhonha

Inconformado com o fim do relacionamento, um vigia noturno da Prefeitura de Virgem da Lapa, no Vale do Jequitinhonha, matou a ex-mulher a tiros, baleou e esfaqueou a ex-sogra e a ex-cunhada, e depois fugiu com um irmão. O crime foi 15h50 de sábado (5/1/2019) e todos os policiais militares da cidade continuam empenhados na zona rural do município, na tentativa de capturar os fugitivos.

De acordo com o comandante da PM na cidade, sargento Edu Alves Rocha, o casal estava separado desde outubro do ano passado. “Ele era muito agressivo em casa e já tinha um histórico de agressão. Ele sempre a ameaçava e ela deu várias queixas anteriormente, mas não havia solicitado medida protetiva”, conta o sargento.

Na manhã de sábado, segundo a PM, o suspeito, de 38 anos, procurou a ex-mulher, a manicure Mayara Aparecida Silva de Souza Rocha, de 25, para pegar o filho de 1 ano do casal. Ele levaria a criança para cortar o cabelo e depois a levaria a uma festa de aniversário. A vítima trabalhava em casa, no bairro Novo Horizonte, e não permitiu que a criança fosse acordada.




“A mãe não entregou a criança para o pai, que foi embora fazendo ameaças, dizendo que ‘o que é bom para você está guardado’”, conta o sargento.

À tarde, o suspeito retornou, armado com um revólver calibre 38 e uma faca, e já chegou atirando na ex-mulher pelas costas. “Ela fazia as unhas de uma cliente”, conta o sargento.

Segundo o militar, o suspeito foi ao local do crime acompanhado do irmão dele, que é lavrador e tem 33 anos. Ele parou o veículo Gol cinza escuro numa rua paralela e ficou esperando pelo irmão no veículo. Os dois fugiram e o irmão do suspeito também é procurado como co-autor do crime.

Vítima e autor (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Surpresa

De acordo com o sargento, o suspeito subiu a rua com o 38 na cintura e disparou dois tiros na ex-companheira, um nas costas e outro no braço direito. “A ex-mulher foi apanhada de surpresa. A mãe e a irmã dela tentaram impedir o crime e também foram baleadas e esfaqueadas”, conta o sargento.




A mãe da vítima, de 41 anos, foi atingida com um tiro nas costas e levou vários golpes de faca, e a irmã dela, de 22, foi baleada no pescoço e também esfaqueada. As duas foram socorridas no hospital de Araçuaí. O estado de saúde da jovem é mais grave e ela aguarda transferência para o hospital de Diamantina, na mesma região.

Segundo o sargento, o suspeito fugiu com o revólver e deixou a faca no chão, que foi aprendida. O filho do casal estava com a babá no momento e não presenciou o crime. “O salão é na casa da vítima”, reforçou o militar.

Buscas

Ainda de acordo com o sargento, o irmão do suspeito, que deu fuga a ele, não tem passagem pela polícia. “Estamos empenhados desde ontem (sábado) na tentativa de localizar os dois. O crime abalou a cidade, que tem cerca de 14 mil habitantes”, disse o sargento.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: O Tempo)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>