Home / Minas Gerais / Homem é condenado por homicídio, estupro e destruição de cadáver em Minas

Homem é condenado por homicídio, estupro e destruição de cadáver em Minas

O 2º Tribunal do Júri de Belo Horizonte condenou hoje, 14 de dezembro de 2018, Joel A.S a 28 anos e 5 meses de prisão em regime fechado, pelos crimes de estupro, homicídio qualificado (dificultou a defesa da vítima e para assegurar ocultação de outro crime) e destruição de cadáver praticados contra B.R.M. O réu está preso e vai aguardar possíveis recursos também preso, devido a sua periculosidade. O julgamento foi presidido pelo juiz Alexandre Cardoso Bandeira.

De acordo com o Ministério Público, na madrugada do dia 6 de março de 2016, Joel A.S matou B.R.M, após constranger a vítima, mediante violência, a praticar com ele vários atos libidinosos. Após matá-la, Joel A.S levou o corpo de B.R.M até uma estrada de terra no entorno da Fiat Automóveis, em Betim, e ateou fogo na cabeça da vítima, destruindo parte do cadáver.

O condenado era amigo do namorado da vítima. Na noite anterior, ambos estavam na casa do condenado. Na madrugada do dia 6 de março, o três saíram para comprar drogas no aglomerado Cabana Pai Tomáz. Já no aglomerado, o namorado de B.R.M desceu do carro e, antes que voltasse, Joel A.S arrancou o carro, retornando com a mulher para o bairro Santa Terezinha, local em que praticou o crime.

“O réu possui inegável desvio de personalidade, o que se verifica pela frieza com que se portara durante o interrogatório e, ainda, pela própria peculiaridade do crime, onde a vítima fora estuprada, morta e tivera seu rosto desfigurado. Digno de nota, também, o fato de que o acusado já responde a outro processo pelo crime de estupro, praticado com o mesmo modus operandi”, registrou o juiz Alexandre Cardoso Bandeira na sentença lida em plenário.

Caso foi julgado pelo 2º Tribunal do Júri de BH (Foto: Divulgação/TJMG)

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: TJMG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>