Home / Leste de Minas / Mais de 100 médicos cubanos devem deixar cidades do Leste e Nordeste de Minas

Mais de 100 médicos cubanos devem deixar cidades do Leste e Nordeste de Minas

O fim do acordo entre Brasil e Cuba para o programa Mais Médicos e a saída dos profissionais vai causar impacto no serviço de saúde em cidades do Leste e Nordeste de Minas. No país, mais de 8.500 médicos atuavam no programa; 111 devem deixar os municípios da região.

O governo de Cuba informou na última quarta (14) que decidiu sair do programa citando “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) à presença dos médicos cubanos no Brasil. O país envia profissionais para atuar no Sistema Único de Saúde desde 2013, quando o programa foi criado para atender regiões carentes sem cobertura médica.

Uma das cidades que mais sofrerá com a saída dos médicos é Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. Apesar de contar apenas com 3 profissionais cubanos, o prefeito Daniel Sucupira (PT) enxerga um cenário alarmante a saída dos médicos. “É uma perda irreparável para nossa cidade. Torço para que as autoridades de saúde do país encontrem uma solução. Vamos fazer de tudo para não aumentar as dificuldades de saúde no município”.

Os atendimentos na cidade eram feitos desde 2013, nos Distritos de Rio Pretinho, Topázio e Mucuri e uma das preocupações do chefe do executivo é conseguir substitutos para esses profissionais. “Temo que mesmo com o edital não haja interessados em preencher essas vagas, por conta de serem lugares afastado, zona rural, afastados dos centros urbanos. Estes profissionais são respeitados pelas comunidades, vão deixar um vazio existencial e emocional para eles. Caso não consigamos substituir como tememos, se a saúde básica não for bem atendida, vai impactar na saúde secundária e terciária da nossa população”.

O prefeito disse ainda que estuda alternativas para tentar manter os médicos na cidade. “Estamos tentando viabilizar, ver a possibilidade, elaborando documentos com os números de atendimentos, compilando dados, estudando com o jurídico se é possível fazermos um convênio municipal com o governo cubano para que estes profissionais permaneçam”, disse Daniel Sucupira.

Ipatinga

Na maior cidade do Vale do Aço, eram sete médicos no início do programa, um já havia ido embora, e os outros seis cubanos que atendiam nas cinco Unidades Básicas de Saúde foram comunicados, nessa terça-feira (20), que deveriam encerrar as atividades. Segundo o prefeito Nardyello Rocha (MDB), os profissionais foram avisados pela coordenação do programa Mais Médicos que não deveriam mais trabalhar e que já devem retornar a Cuba, sem nenhuma comunicação feita diretamente à Prefeitura.

“Lamentar a forma inconsequente que foram retirados. Achei que foi feito de uma maneira irresponsável. Avisar os profissionais às 6h que não era mais para trabalhar. Tinha consulta marcada, atendimento nas UBS. Não nos deram uma previsão, não pudemos nos programar. Não culpamos os médicos de forma nenhuma, porque temos gratidão pelo trabalho realizado. Agora temos que remanejar nosso quadro para que seja o menos traumático possível”, disse o prefeito.

Ele afirmou que não teme encontrar médicos para substituir os cubanos, mas sim, que o tempo até o preenchimento dessas vagas federais, possam onerar o município. “Não acredito que teremos problema de médicos por aqui, nossas UBS são em regiões centrais da cidade, em grandes polos. Algum transtorno nesse hiato teremos, óbvio que teremos. Agora, só que o estado de Minas deve para Ipatinga são R$ 70 milhões, então mudar jornada e hora extra é um esforço muito grande para o município”, declarou.

Governador Valadares

Em nota, a prefeitura de Governador Valadares, maior cidade do Leste de Minas, informou que sete médicos cubanos atuam no município e disse que acompanha todo o processo que envolve os profissionais com o intuito de minimizar o máximo o impacto para a comunidade.

Segundo o secretário municipal de Saúde, José Eustáquio Natal, os médicos vão continuar trabalhando, atendendo nas unidades que estão lotados, até a definição de Cuba. Enquanto isso, a Prefeitura já trabalha em um plano de ação para enfrentar o momento e aguarda as diretrizes do Governo Federal, responsável pelo programa.

Coronel Fabriciano

Doze médicos estão lotados em Fabriciano e a prefeitura disse através de nota que ainda não pode se manifestar sobre a saída deles porque o presidente eleito ainda não tomou posse e cabe ao novo governo a solução do problema.

“A administração municipal é solidária aos profissionais cubanos e reconhece inadequado o contrato deles com o governo brasileiro aos quais são submetidas condições de trabalho desumanas e não condizentes com a formação e a capacitação destes profissionais. A prefeitura entende que, caso os médicos cubanos optem por deixar o Brasil, haverá necessidade de substituição imediata a fim de garantir a atenção básica à população.”

Timóteo

Os dois profissionais que atendiam no Distrito de Cachoeira do Vale já estão retornando para Cuba, segundo a prefeitura. O município esclareceu que está tomando providências para substituí-los o mais breve possível.

Novos médicos

O governo federal abriu na manhã desta quarta-feira (21) as inscrições para o programa Mais Médicos. Estão sendo ofertadas 8.517 vagas para atuação em quase 3 mil municípios e 34 distritos indígenas. O salário é de R$ 11.800,00.

Podem se candidatar às vagas os médicos brasileiros com CRM Brasil ou com diploma revalidado no país. As inscrições vão até o dia 25 deste mês e devem ser feitas por meio do site do programa www.maismedicos.gov.br. O início das atividades está previsto para o dia 3 de dezembro.

Confira as cidades do Leste e Nordeste de Minas em que os médicos cubanos atuam

Município Quantidade de médicos
Açucena 1
Almenara 1
Alvarenga 1
Alvorada de Minas 1
Angelândia 1
Bandeira 1
Bertópolis 1
Bom Jesus do Galho 1
Capelinha 1
Caraí 3
Caratinga 1
Carlos Chagas 1
Catuji 2
Coroaci 1
Coronel Fabriciano 12
Crisólita 1
Dionísio 1
Distrito Sanitário Especial Indígena 6
Fronteira dos Vales 2
Governador Valadares 7
Inhapim 1
Ipatinga 7
Itabirinha 1
Itambacuri 2
Itueta 1
Joaíma 2
Lajinha 2
Marliéria 1
Mata Verde 1
Monte Formoso 2
Mutum 4
Nacip Raydan 2
Novo Oriente de Minas 4
Ouro Verde de Minas 2
Pavão 1
Peçanha 3
Poté 2
Rubim 1
Santa Efigênia de Minas 1
Santa Helena de Minas 1
Santa Maria do Suaçuí 2
Santa Rita do Itueto 1
Santana do Paraíso 4
Santo Antônio do Jacinto 1
São Félix de Minas 1
São João do Oriente 2
São João Evangelista 1
São José do Jacuri 1
São Pedro do Suaçuí 1
São Sebastião do Maranhão 2
Serra dos Aimorés 1
Sobrália 1
Teófilo Otoni 3
Timóteo 2
Umburatiba 1

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: G1 Vales)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>