Home / Minas Gerais / Reajuste de 89% na passagem do metrô de BH já está valendo

Reajuste de 89% na passagem do metrô de BH já está valendo

Muitos trabalhadores foram surpreendidos com o novo preço da tarifa do metrô de Belo Horizonte. A partir desta quarta-feira (14/11/2018), o passageiro paga R$ 3,40 pelo bilhete unitário, que antes custava R$ 1,80.

“Fui pego de surpresa. Fiquei sabendo por você agora. Acho um absurdo, porque a gente não teve aumento de salário. Vou ter que fazer economia em casa para ver de onde vou tirar esse dinheiro”, disse o passageiro Vanderlúcio, que embarcou na estação Lagoinha na manhã desta quarta-feira.

O reajuste de 89% foi anunciado em maio e chegou a valer por três dias. No entanto, uma liminar determinou que o valor da passagem voltasse para R$ 1,80, decisão derrubada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Napoleão Nunes Maia Filho nessa segunda-feira (12).

Diante da decisão do STJ, o valor da tarifa de integração, feita somente com a utilização do Cartão Ótimo, passou de R$ 1,53 para R$ 2,88.

(Foto: Divulgação/CBTU)


Tarifa de integração sofre alteração

Integração nos terminais Vilarinho, São Gabriel e José Cândido

Até o dia 13 de novembro, ao utilizar uma linha de ônibus com tarifa de R$ 4,05 e o metrô de R$ 1,80, o usuário pagava o total de R$ 4,05, sendo R$ 2,60 destinados ao sistema ônibus e R$ 1,45 destinados ao metrô. Com o reajuste desta quarta-feira, 14/11, o usuário passa a pagar uma tarifa total de R$ 5,50, sendo os mesmos R$ 2,60 destinados ao ônibus e R$ 2,90 destinados ao metrô.

• Integração nas estações antes
4,05 + 1,80 = Valor com desconto para usuário do cartão: 4,05 (2,60 destinados ao ônibus e 1,45 ao metrô)

• Integração a partir de 14/11/18
4,05 + 3,40 = Valor com desconto para usuário do cartão: 5,50 (2,60 destinados ao ônibus e 2,90 ao metrô)

Integração com linhas de R$ 2,85 fora das estações

• Antes
2,85 + 1,80 = Valor com desconto para usuário do cartão: 3,75 (2,30 ao ônibus e 1,45 ao metrô)

• Integração a partir de 14/11/18
2,85 + 3,40 = Valor com desconto para usuário do cartão: 5,20 (2,30 ao ônibus e 2,90 ao metrô)

Integração com linhas de R$ 4,05 fora das estações

• Antes
4,05 + 1,80 = Valor com desconto para usuário do cartão: 4,95 (3,50 destinados ao ônibus e 1,45 ao metrô)

• Integração a partir de 14/11/18
4,05 + 3,40 = Valor com desconto para usuário do cartão: 6,40 (3,50 destinados ao ônibus e 2,90 ao metrô)


Nota da CBTU

O Superior Tribunal de Justiça julgou favoravelmente à CBTU em recurso que argumentava Conflito de Competência do Tribunal de Justiça de Minas na concessão de liminares que impediam a recomposição tarifária do Metrô de BH. A medida proferida pelo Ministro Relator do STJ, Napoleão Nunes Maia Filho, reconhece ainda que caberá à Justiça Federal a manifestação final sobre a questão.

A decisão do STJ tem aplicação imediata e, por isso, a tarifa do Metrô de Belo Horizonte volta a ser de R$ 3,40, a mesma que havia sido divulgada em maio e o valor será válido a partir da 0h, desta quarta (14).

Tarifa sem reajuste há mais de 12 anos: A recomposição parcial das perdas inflacionárias autorizada pelo Ministério do Planejamento para a CBTU busca o fortalecimento do transporte de passageiros sobre trilhos e opera como medida fundamental para dar continuidade à operação e manutenção do serviço prestado. Rigorosamente em todo o país, tarifas de transportes públicos sofrem reajustes baseados, normalmente, em índices inflacionários.

O último reajuste do metrô ocorreu há mais de 12 anos, em dezembro de 2006. Com isso, a receita obtida pelo serviço de transporte metroferroviário não evoluiu de forma compatível com o aumento de seus custos, sendo necessária aplicação do presente reequilíbrio financeiro.

Recomendação: A decisão que será aplicada nesta quarta decorre de recomendação expressa do Ministério do Planejamento e está subsidiada por estudos técnicos que comprovam que não há qualquer abusividade na proposição dos valores. A recomposição em curso é legítima e reflete valores inferiores aos praticados pelo sistema rodoviário. A medida visa sobretudo promover o equilíbrio financeiro entre o custo operacional e o preço pago pelo usuário, preservando a manutenção do caráter social do serviço metroferroviário prestado pela CBTU, finalidade principal desta Companhia.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Itatiaia / CBTU / PBH)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>