Ex-prefeita de Virginópolis é presa por peculato

0

Foi presa nesta segunda-feira (05/11/2018), em Guanhães, a ex-prefeita do município de Virginópolis (MG), Márcia Maria Nunes Coelho. Ela respondia por processo de peculato, por desvio de merenda escolar, ocorrido enquanto era chefe do Executivo da cidade, entre os anos de 2005 e 2012.

A ex-prefeita havia sido condenada em primeira instância à pena de cinco anos e noves meses de reclusão, mas na ocasião foi concedido o direito de recorrer em liberdade. Em segunda instância, o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais manteve a condenação de primeira instância, majorando a pena para sete anos e seis meses de prisão em regime semiaberto e pagamento de multa.

Foi expedido mandado de prisão em desfavor da ex-prefeita no último dia 23. Nesta segunda-feira, Márcia Coelho se apresentou voluntariamente à delegacia de Polícia Civil de Guanhães. Ela foi encaminhada à penitenciária da cidade para o início do cumprimento da pena.

Entenda o caso

A ex-prefeita foi presa em fevereiro de 2013, dois meses após o término do seu segundo mandato. Na época, Márcia Coelho começou a ser investigada por conta de denúncias de desvio de merenda escolar. Em cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa da ex-prefeita foram encontrados diversos materiais esportivos, utensílios de cozinha, comida e materiais com a logomarca da prefeitura de Virginópolis, que configuraram o crime de peculato.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: G1 Vales)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.