23 de setembro de 2018 - 16:46

Home / Vale do Jequitinhonha / Cejusc marca uma nova fase na Comarca de Araçuaí

Cejusc marca uma nova fase na Comarca de Araçuaí

Na manhã de hoje, 14 de junho, na comarca de Araçuaí, foi realizada a solenidade de implantação do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc). A cidade, que está situada no Vale do Jequitinhonha e conta com uma população de aproximadamente 40 mil habitantes – a terceira maior população da região – agora avança na promoção do diálogo e da paz social.

O evento de instalação da nova unidade reuniu magistrados, autoridades e a comunidade local. O Cejusc concentra as audiências de conciliação e mediação, tanto na fase pré-processual quanto processual, funcionando como uma unidade dedicada à solução de conflitos de forma pacífica e consensual entre as partes.

Comunidade agora conta com mais um espaço para buscar seus direitos e promover a cidadania

Implantação

O juiz coordenador do centro, Marco Anderson Almeida Leal, destacou que o judiciário brasileiro vivencia uma crise de morosidade que decorre, entre outros motivos, da cultura do litígio, do contencioso, do processamento. O magistrado salientou: “O Cejusc exerce um papel fundamental ao auxiliar na resolução de conflitos de forma consensual, o que reflete incisivamente na celeridade e economia processual”.

Segundo o magistrado, a solução de conflitos de forma pré-processual afasta do jurisdicionado todo um desgaste emocional, temporal e financeiro, além de satisfazer o interesse das partes sem causar-lhes a sensação de haver “vencedor e vencido”. “Valorosa, portanto, a implantação do Cejusc para população e para o juízo da comarca”, afirmou o juiz.

Espaço aberto para a conciliação

O 3º vice-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Saulo Versiani Penna, responsável pelas iniciativas ligadas à conciliação e à mediação no âmbito do Judiciário mineiro, foi representado na solenidade pelo juiz auxiliar da 3ª Vice-Presidência, Maurício Pinto Ferreira.

O magistrado ressalta que a maior vantagem da implantação do Cejusc, na comarca de Araçuaí, é agilidade no andamento processual daqueles processos que estão aguardando designação de audiência de conciliação e de mediação. Com o Centro pode-se adiantar o andamento processual, porque se abre uma nova pauta adicional à das comarcas, um espaço para conciliação e mediação.

“Passamos a fazer o atendimento pré-processual. As pessoas que não querem ajuizar uma ação, agora, têm um espaço para a resolução das questões. Nesta fase é possível conciliar em 15 dias. Isso representa um ganho para comarca e para população”, afirmou o juiz auxiliar. Ele lembrou que, no Vale do Jequitinhonha, onde as distâncias são grandes e há muitas dificuldades regionais. “O Centro representa uma fase inédita e promissora para a comarca, um ganho para garantia do exercício da cidadania”, sintetiza o juiz.

O Cejusc de Araçuaí foi instalado pela Portaria Conjunta 746/2018. Funcionará no Fórum Desembargador Afonso Teixeira Lages, localizado na Praça Antônio Tanure, s/n, centro de Araçuaí.

O juiz Maurício Ferreira salientou a importância dos métodos dialogais e pacíficos na solução de conflitos

Cejusc

Na visão da 3ª vice-presidente eleita para o próximo biênio, Mariangela Meyer Pires Faleiro, o Cejusc “é uma ferramenta apta a cuidar da política pública de tratamento dos conflitos de interesse e adotar outras providências tendo como objetivos o incentivo, a promoção e a execução de mecanismos alternativos para resolver atritos entre partes.”

“Os benefícios e vantagens advindos da implantação do Cejusc são incontáveis, como por exemplo, a redução do desgaste emocional e do custo financeiro da judicialização de uma demanda; a construção de soluções adequadas às reais necessidades e possibilidades de cada parte interessada; melhor aceitação dos interessados envolvidos; maior rapidez na solução de conflitos, quer pessoais, familiares ou de negócios; a diminuição do acervo de processos; a garantia de privacidade e sigilo e, sobretudo, a satisfação com uma prestação jurisdicional mais célere, eficiente e eficaz”, afirma a magistrada.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: TJMG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>