Home / Eleições 2018 / Eleitores de três municípios mineiros voltam às urnas neste domingo

Eleitores de três municípios mineiros voltam às urnas neste domingo

Neste domingo (3 de junho de 2018), os eleitores de Guanhães (121ª Zona Eleitoral, de Guanhães), Ipatinga (130, 131 e 348ª Zonas Eleitorais, de Ipatinga) e Pocrane (129ª Zona Eleitoral, de Ipanema) voltam às urnas para eleger prefeitos e vices das cidades. A votação ocorrerá das 8h às 17h.

Os pleitos de 2016 foram anulados pela Justiça Eleitoral em dois municípios, porque o candidato que recebeu a maioria dos votos válidos teve o registro de candidatura indeferido, no caso de Ipatinga; e o registro cassado, em Guanhães. Já em Pocrane, a nova eleição ocorreu por causa não eleitoral, decorrente da dupla vacância no Executivo municipal.

Guanhães

O município da região Leste de Minas tem 23.946 eleitores que votarão no domingo para escolher entre quatro candidatos: Adão Vieira Filho e o vice Alcides Robson da Silva, pelo PRB; Donis Campos Coelho (PDT) e o vice Célio Augusto da Silva (PDT), pela Coligação “A Guanhães que Você Quer”; Guido Carvalho Júnior (PHS) e João Marcos Rocha Milagres (PHS), pela Coligação “Juntos Pela Paz e Progresso”; e Nivaldo dos Santos (PPS) e o vice Nelci Pereira Silva (PEN), pela Coligação “Novos Tempos: União, Trabalho, Fé e Justiça”.

O município tem 86 seções eleitorais, distribuídas por 18 locais de votação, sendo seis na zona rural. Serão utilizadas 86 urnas eletrônicas e mais dez de contingência. Para organizar os trabalhos de votação, 344 mesários estão convocados para trabalhar.

Em Guanhães, o prefeito eleito, Geraldo José Pereira, teve seu mandato cassado em quatro processos julgados pelo TRE/MG. As ilegalidades verificadas nas ações eleitorais se referem, basicamente, a uso indevido dos meios de comunicação social e caixa dois (art. 30-A da Lei nº 9.504/1997) durante a campanha em 2016.

Ipatinga

Serão 180.222 eleitores do município do Vale do Aço do estado que retornarão às urnas. Disputam o pleito cinco candidatos: Daniel Cristiano Souza (PCB) e sua vice, Maura Gerbi Veiga (PSOL), pela Coligação “Frente de Esquerda Ipatinga Socialista”; Nardyello Rocha de Oliveira (MDB) e Célio Francisco Aleixo (PV) pela Coligação “Unidos por Ipatinga”; Sávio Tarso Pereira da Silva (PDT) e seu vice Eduardo Figueredo Rocha (PSB) pela Coligação “Coragem Ipatinga”; Wanderson Silva Gandra (PSC) e o vice Roberto Silva Soares (PSL) pela Coligação “Construindo um Novo Caminho”; e Lene Teixeira Sousa Gonçalves e o vice Antônio Augusto de Pádua Mendes pelo PT.

Em Ipatinga, o candidato que recebeu a maioria dos votos válidos, Sebastião Quintão, teve o seu registro indeferido pelo TSE, em razão de condenação pela Justiça Eleitoral em ação de investigação judicial eleitoral. Com o entendimento fixado pelo STF com relação à aplicação da Lei da Ficha Limpa, a condenação imposta ao candidato em 2008 impedia a sua candidatura para as eleições de2016. Ainelegibilidade que fundamentou o indeferimento é a do artigo 1º, I, g, da Lei Complementar nº 64/1990.

O município tem 536 seções eleitorais, distribuídas por 58 locais de votação. Serão utilizadas 536 urnas eletrônicas e 23 de contingência. Estão convocados 2.144 mesários para organizar a votação.

Pocrane

Em Pocrane, no Vale do Rio Doce, 7.337 eleitores voltarão às urnas para escolher os novos prefeito e vice. São dois candidatos: Ederson Domingos Dionis (PSB) e seu vice, Osmar Ferreira Gomes (PDT), pela Coligação “Pocrane de Cara Nova Renascendo”; e Ernane José de Macedo (PTB) e o vice, Antônio Pereira da Gama Sobrinho (MDB), pela Coligação “Juntos por um Futuro Melhor”.

Na cidade, são 24 seções eleitorais em oito locais de votação. Serão utilizadas 24 urnas eletrônicas e seis de contingência. Estão convocados 96 mesários para trabalhar na organização dos trabalhos de votação.

As novas eleições ocorrerão em razão da dupla vacância no Executivo municipal. A vice-prefeita Nadir Domingos Dionis faleceu em 2017 e o prefeito, Álvaro de Oliveira Pinto Júnior, renunciou ao mandato em 10 de abril de 2018. É a primeira eleição suplementar, referente ao pleito de 2016, que ocorre por uma causa não-eleitoral.

Outras eleições suplementares

Além dos três municípios que voltam às urnas neste domingo, outros 16 já tiveram novas eleições para escolher prefeitos e vices. Em 2017: Alvorada de Minas, Ervália, São Bento Abade (março); Guaraciama (maio); Cristiano Otoni (junho); Canaã, Campo Florido, Santa Rita de Minas (julho); Ibiracatu, Jordânia, Santana da Vargem (novembro); Antônio Dias e Conceição do Rio Verde (dezembro). Em 2018, Campo Azul, Ibituruna e Santa Cruz (abril).

No dia 24 de junho de 2018 teremos eleições suplementares nos municípios de Timóteo e Itumirim e Santa Luzia.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: TRE-MG)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>