Polícia Civil divulga informações sobre acidentes com vítimas fatais ocorridos em Governador Valadares

0

A Polícia Civil de Minas Gerais, em Governador Valadares, esclareceu acidentes com veículos ocorridos em janeiro, fevereiro e abril deste ano. Segundo Delegada Verenna Veloso, titular da Delegacia Especializada de Acidentes e Veículos (DEAV), o acidente, ocorrido no dia 20 de janeiro deste ano corrente, na BR-116, próximo ao posto Cherokee, que vitimou fatalmente Alberto Ferreira, de 66 anos, foi uma colisão entre um carro, caminhonete e um caminhão.

A Polícia Civil apurou que tanto o condutor e a vítima fatal da caminhonete, quanto o do carro, estavam transitando sob a faixa de divisão dos fluxos opostos, sendo a sinalização horizontal uma faixa dupla contínua, tendo sido constatada culpa concorrente dos condutores tanto do carro quanto da caminhonete, indo ambos a óbito. A conclusão do Inquérito foi com base no parecer técnico apresentado pela perícia criminal, no qual também foi verificado que o motorista do caminhão, que seguia atrás da caminhonete, não teve como evitar a colisão. Também foi verificado, no local, que o mesmo chegou a realizar manobras para tentar evitar o acidente.

Segundo a Delegada Verenna, sobre o acidente ocorrido no dia 14 de fevereiro deste ano, no bairro Nossa Senhora de Lourdes, que resultou na morte da idosa Marigeralda Xavier Horta, de 87 anos, o inquérito policial e as investigações apuraram que a vítima estava aguardando para atravessar a rua, sob a faixa de pedestre, quando um caminhão cedeu passagem a ela e, quando a mesma já estava efetuando a travessia, uma motocicleta veio na faixa oposta ao do caminhão. Desta forma, por falta de atenção do condutor, acabou atingindo a idosa que veio a óbito no local.

A Delegada informou que o inquérito já foi relatado e encaminhado à Justiça, sendo o condutor indiciado pelo crime de homicídio culposo com causa de aumento de pena, prevista no art. 302 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), uma vez que o homicídio culposo foi praticado em faixa de pedestre. O condutor pode, também, ter a suspensão ou a proibição para dirigir veículo automotor.

Outro acidente, que ocorreu na madrugada dia 23 de abril deste ano, na BR-116, próximo ao Posto Cherokee, no qual vitimou fatalmente oito pessoas: José Maria Gomes Fernandes; Ruth Nalva Kopittke Fernandes; Riane David De Almeida; Nelson José de Almeida Júnior; Ivanete Rocha Rafael; Marcia Rocha Amaral; Nerilda Ferraz Gomes e Reginaldo Rodrigues de Oliveira, sendo esse último o motorista de um dos veículos envolvidos no acidente. A Delegada informou que o fato ainda é recente, que foram realizadas diligências preliminares, a partir do trabalho da perícia criminal, e que já instaurou inquérito policial para apurar os fatos.

Esclareceu, ainda, que diante do trabalho preliminar da perícia no local do acidente e de informações apuradas, tem-se conhecimento que o ônibus e uma caminhonete seguiam no sentido Belo Horizonte, na BR-116, e que a caminhonete teria invadindo a contramão. Assim, neste momento, a caminhonete colidiu com um caminhão, que trafegava no sentido Governador Valadares/Teófilo Otoni, e este perdeu o controle, ocasião em que atingiu a mão de direção do ônibus. Desta forma, ocorreu a colisão deste com a carga transportada pelo caminhão, causando a morte de seis passageiros no local e ferimentos nos demais passageiros que foram socorridos. A Delegada ressaltou que durante os trabalhos periciais, foi localizada, no interior da caminhonete, uma lata de cerveja vazia. Diante dessa apuração, foi colhido pelo Posto Médico Legal material do condutor para a realizar o exame de alcoolemia e, assim, verificar se o condutor, também vítima, estaria sob efeito de álcool.

A Delegacia Especializada em Acidentes de Veículos concluiu, só neste esse mês, mais de 10 inquéritos de acidentes com vítimas fatais. “Nossa preocupação também é em conscientizar e alertar a população quanto à necessidade de se ter mais atenção às sinalizações de trânsito e em ser mais prudente ao dirigir. A maioria dos acidentes são causados pela falta de respeito à legislação de trânsito, incluindo as sinalizações e a falta de atenção às normas de circulação estabelecidas no artigo 29 do Código de Trânsito Brasileiro”, enfatizou a Delegada Verenna Veloso.

Além do trabalho de conscientização, a Polícia Civil tem identificado os locais recorrentes de acidentes com vítimas de trânsito, e, por meio da DEAV, tem solicitado a intervenção por parte do órgão responsável pela via para que tome as medidas necessárias a fim de minimizar a ocorrência dos acidentes.

A Polícia Civil investiga acidente envolvendo ônibus da Vale Viagens, na madrugada dia 23 de abril deste ano, na BR-116, que resultou na morte de oito pessoas (Foto: Divulgação/Bombeiros)

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: PCMG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.