Delegado de partido é detido por compra de voto em Campo Azul, no Norte de Minas

0

Um homem de 43 anos foi preso em flagrante durante as eleições suplementares em Campo Azul, nesse domingo (04/03/2018). De acordo com a Polícia Militar, ele é delegado de um partido e foi flagrado ao entregar R$ 100 para uma eleitora, de 33. O suspeito foi levado para a Delegacia de Januária e autuado pelo crime de compra de voto.

A prisão aconteceu na Rua Manoel Pereira, no Centro, depois do suspeito ser denunciado por uma fiscal de partido. De acordo com a Polícia Civil, ele pagou fiança no valor de R$ 1 mil, foi liberado e responderá pelo crime eleitoral em liberdade.

Resultado das eleições

De acordo com o TRE, o pleito de 2016 em Campo Azul foi anulado pela Justiça Eleitoral porque o candidato que recebeu a maioria dos votos válidos teve o registro de candidatura indeferido. Mais de 3 mil eleitores voltaram às urnas nesse domingo e elegeram Oseas Almeida Júnior (PSD) com 1686 votos, cerca de 53% dos votos válidos; ele terá Maria Julieta Almeida Amaral (PTB) como vice até o fim de 2020.

O candidato mais votado em 2016 foi José Carlos Pereira de Almeida (PTB), da coligação “Coragem Para Mudar Vontade Para Trabalhar”. Ele teve seu registro impugnado e indeferido após contas públicas de convênios, de quando foi prefeito, serem rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: G1 Grande Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.