Prefeitos do Norte de Minas decidem paralisar serviços públicos

0

A Amams reuniu 71 prefeitos do Norte de Minas na tarde dessa terça, dia 22, em Montes Claros, objetivando buscar soluções para se evitar a “falência” de muitas prefeituras da região por falta de recursos financeiros, pois muitas não tem dinheiro sequer para serviços essenciais, como: saúde, limpeza urbana e folha de pagamento dos servidores.

Durante a reunião, os prefeitos priorizaram que, em data ainda a ser definida, promoverão a paralisação de todas as atividades das prefeituras por no mínimo dois dias, ocasião em que farão carreata em Montes Claros com ato público em frente à Delegacia Regional da Receita Federal.

Segundo o presidente da Amams, Carlúcio Mendes, prefeito de Mirabela, a oscilação no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) tem tirado o sono da maioria dos prefeitos, sendo que muitos estão deixado, inclusive, de atender em seus gabinetes por causa das cobranças, tanto da população quanto dos fornecedores.

Além da inconstância nos valores dos repasses do FPM, os prefeitos ainda estão enfrentando as retenções por conta de dívidas deixadas pelos seus antecessores relacionados ao INSS.

Os prefeitos cobram do Governo Federal que seja sensível e confira a atual realidade dos municípios brasileiros, para em seguida buscar alternativas de como devem ser feitos os pagamentos dos débitos junto ao INSS.

Fonte: Folha Regional

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.