Atlético garante vaga na decisão da Primeira Liga

0

O Atlético está na decisão da Primeira Liga. Em semifinal disputada em jogo único, o Galo superou o Paraná Clube, neste sábado (02/09/2017), por 1 a 0, no Independência, e garantiu a chance de conquistar o segundo título nesta temporada. O gol da classificação foi marcado por Elias, em belo chute de fora da área, aos 28 minutos do primeiro tempo. O adversário do Alvinegro na final sai do duelo entre Londrina e Cruzeiro, no Estádio do Café, às 11h deste domingo.

A decisão da Primeira Liga também será em partida única, agendada para 8 de outubro. Atual campeão mineiro, o Galo busca o título do torneio interestadual para amenizar os insucessos na Copa Libertadores e na Copa do Brasil, além da campanha irregular no Campeonato Brasileiro.

O Atlético volta a campo no próximo sábado, contra o Palmeiras, no Independência, pela 23ª rodada da Série A. Na décima colocação, o time de Rogério Micale e está a dois pontos de distância do G6 e tem a classificação à Copa Libertadores como prioridade no ano.

Atletas comemoram gol da vitória (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Atlético dominante e envolvente no ataque

O Atlético partiu ao ataque no início da partida e, logo aos dois minutos, assustou o Paraná. Marcos Rocha cruzou da direita, e Luan completou de bicicleta. A bola passou sobre o travessão.. O Galo teve outra boa chance aos 10 minutos, após chute forte de longa distância de Adilson. O goleiro Richard fez a defesa, mas cedeu o rebote nos pés de Robinho. O atacante, porém, mandou por cima do gol. O Tricolor respondeu aos 17 minutos, em cabeceio de Brock que acertou a trave direita de Victor.

Apesar do susto, o Atlético manteve o domínio e apostou na rápida troca de passes no ataque, principalmente nas tabelas de Fred. Aos 19min Valdívia cobrou falta na entrada da área, e Richard salvou o Paraná novamente. A pressão atleticana deu resultado aos 28 minutos, e o goleiro paranista não conseguiu evitar desta vez. Em boa trama coletiva, Marcos Rocha lançou Luan, que deixou o lateral-esquerdo Igor no chão, e tocou para Elias. Livre na meia-lua, o volante pegou de primeira, de chapa, e mandou no ângulo esquerdo, abrindo o placar no Independência com um belo gol: 1 a 0.

Sem correr riscos na defesa, o Alvinegro continuou a pressão sobre o Paraná, mas desperdiçou ótimas oportunidades. Aos 40 minutos, Fábio Santos avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Fred, na pequena área. O centroavante, no entanto, deixou a bola passar por baixo do pé no momento da conclusão, em lance que não costuma falhar. Em seguida, o camisa 9 retribuiu o erro e tabelou com Robinho, que finalizou rasteiro, de esquerda. Com outra boa intervenção, Richard saltou no canto direito e espalmou.

Chances perdidas e susto do Paraná nos acréscimos

O ritmo no segundo tempo caiu bastante. O domínio das ações continuou com o Atlético. Marcos Rocha, Fábio Santos, Valdívia, Luan e Robinho se movimentaram muito pela intermediária e tentaram tabelas e passes para Fred, mas as conclusões dos lances não levaram perigo ao Paraná. Aos 22 minutos, o Tricolor arriscou com Vilela. Victor deu o rebote e defendeu em definitivo antes da chegada de Alemão.

Aos 26min, Fred perdeu outra grande chance aos 26 minutos. Ele recebeu cruzamento de Valdívia, dominou no peito e, livre na risca da pequena área, bateu cruzado, mas mandou à esquerda do gol. O atacante, que ampliou o jejum de gols para seis jogos, acabou substituído por Rafael Moura pouco depois, com misto de aplausos e vaias da arquibancada. Rogério Micale mexeu no ataque novamente, sacando Robinho para a entrada de Clayton. O camisa 7 foi exaltado pela torcida na saída.

Na primeira chance no jogo, Rafael Moura, livre na área, falhou na conclusão, após cruzamento de Luan. Nos minutos finais, o Paraná tentou aumentar o volume de jogo e alçou bolas na grande área em busca do empate, que levaria a definição da vaga para os pênaltis. Nos acréscimos, Rafael Moura desperdiçou outra oportunidade. Clayton tocou de calcanhar para o He-Man, cara a cara com Richard, que salvou novamente. Os instantes finais ainda reservaram emoção: João Pedro cobrou a falta e acertou o travessão. Vilela quase pegou o rebote, mas Victor, com tapinha, evitou o empate e garantiu classificação atleticana no Horto.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Super Esportes / Repórter: José Cândido Junior)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.