Morador de Montes Claros é detido após tentar fraudar exame toxicológico para ingressar em curso da PM

0

A tentativa de fraudar um exame toxicológico para ingressar no curso de formação de soldado da Polícia Militar terminou mal para dois irmãos. Um deles, de 26 anos, ao apresentar sua carteira de identidade na clínica, na Rua São Paulo, Centro de Belo Horizonte, colocou a foto do outro, de 28, no documento.

O funcionário que faria a coleta de material para análise do uso ou não de entorpecentes nos últimos seis meses, percebeu a montagem. Ele então suspeitou de uma possível fraude, em que o irmão mais velho cederia o material para burlar o exame do mais novo.

De acordo com o soldado Luan Souza Nunes, do 1º Batalhão da PM, os dois irmãos passaram na etapa de provas escritas. E, agora, estariam realizando os testes médicos e psicológicos, que prevê o exame toxicológico. O funcionário da clínica, diante da suspeita de fraude, ligou para o telefone 190.

“Com o passar do tempo de espera para o irmão mais novo ser chamado, os dois desconfiaram e saíram do local. Porém, o documento adulterado foi deixado para trás, confirmando o ato ilícito, e iniciamos os levantamentos para encontrá-los, já que os dois moram em Montes Claros”, explicou.

Os militares conseguiram encontrar o mais novo dos irmãos na rodoviária de BH. Ele foi detido e levado para a Central de Flagrantes II, no Bairro Floresta, por crime de falsificação de documento público. O mais velho não foi localizado. Comprovada a tentativa de fraude, os dois irmãos serão excluídos do processo de seleção.

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Estado de Minas)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.