Home / Vale do Mucuri / Produtor de Novo Oriente de Minas implanta pastejo rotacionado para recuperar área degradada

Produtor de Novo Oriente de Minas implanta pastejo rotacionado para recuperar área degradada

Quem observa a pastagem verde de capim Mombaça onde se alimenta o rebanho leiteiro da Fazenda Renascer, em Novo Oriente de Minas, município do Território Mucuri, não imagina como era o local três anos atrás. A área de 7,5 hectares estava coberta com uma grama rala, alguns pontos com solo exposto e até montículos de cupim. Ou seja, uma realidade bem diferente da situação atual. A mudança só foi possível graças ao empenho do atual proprietário do lugar.

O produtor Montalvani Sena, natural do Espírito Santo, decidiu morar com a família em Minas Gerais na fazenda adquirida em 2013. “Meu pai é de Minas e resolvemos vir para cá. Compramos as terras com a intenção de investir em gado de leite. E se é para fazer uma coisa, gosto de fazer bem-feito, de trabalhar direitinho. Então, decidi recuperar a área degradada para a formação do pasto de qualidade”, comenta.

Com o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), ele iniciou a recuperação da área degradada. No início, o trabalho foi feito em quatro hectares e, em seguida, ampliado Após o plantio e crescimento do capim, foi adotado o sistema de pastejo rotacionado. Neste sistema, o pasto é dividido em piquetes (pequenas áreas) e é promovida uma rotatividade pelos piquetes na hora do gado se alimentar. Isso é importante para que o capim fique sempre no ponto ideal de consumo, além de não comprometer a rebrota.

“Hoje, o produtor consegue alimentar 12 animais no sistema rotacionado. A produção diária fica entre 120 e 150 litros de leite”, comenta o técnico da Emater-MG no município, Luciano Ramalho Barbosa.

Pastejo rotacionado foi implantado na Fazenda Renascer (Foto: Divulgação/Emater-MG)

O resultado obtido com a recuperação da área degradada fez com que a Fazenda Renascer fosse uma das selecionadas pelo projeto Rural Sustentável, que tem o objetivo de reconhecer e incentivar práticas de uso da terra e manejo florestal pelos produtores nos biomas da Amazônia e da Mata Atlântica.

O projeto busca promover o desenvolvimento sustentável, reduzir a pobreza, incentivar a conservação da biodiversidade e a proteção do clima. Após ser selecionado, o produtor recebeu R$ 20 mil do Rural Sustentável. Os recursos são doados pelo governo do Reino Unido, para execução pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e tem como beneficiário o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O Projeto Rural Sustentável abrange quatro estados do bioma Mata Atlântica (Minas Gerais, Bahia, Paraná e Rio Grande do Sul) e três do bioma Amazônia (Rondônia, Pará e Mato Grosso). Em cada estado, foram selecionados 10 municípios para o desenvolvimento das ações. A Emater-MG participa como responsável técnica de 22 projetos aprovados pelo Rural Sustentável. Todos eles com tecnologia aplicada em áreas de no máximo quatro hectares.

Depois que foi selecionada pelo Rural Sustentável, a Fazenda Renascer se tornou uma referência na região. Estão previstos três dias de campo, com a participação de outros produtores das redondezas. “A proposta é divulgar e demonstrar a tecnologia implantadas”, explica Luciano Barbosa.

Mas o produtor Montalvani Sena não pretende parar por aí. O plano agora é implementar um sistema de irrigação para o capim e fazer mais divisões em piquetes. E há outras novidades. Ele também passou a investir no plantio de pimenta-do-reino. Já são 2,5 mil pés. A primeira colheita, ainda pequena, está prevista para o final do ano. Somente a partir do ano que vem é que está sendo esperada uma safra mais significativa, por causa do melhor desenvolvimento da lavoura.

“A ideia da pimenta eu trouxe do Espírito Santo. Lá tem muito plantio. Quem quiser conhecer o sistema de pastejo aqui da fazenda durante o dia de campo sobre o pastejo rotacionado também poderá ver a lavoura de pimenta. Quem sabe algum produtor mais curioso ser anima?”, diz Montalvani.

Pastejo rotacionado foi implantado na Fazenda Renascer (Foto: Divulgação/Emater-MG)

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Agência Minas)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>