Homens são presos em Governador Valadares por venda ilegal de medicamento utilizado em abortos

0

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), por meio da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes em Governador Valadares, prendeu em flagrante, na quarta-feira (07/06/2017), três homens suspeitos de envolvimento em tráfico ilícito de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Após trabalho investigativo, foi apurado que havia venda de drogas ilícitas em uma farmácia da cidade. A PCMG diligenciou até o bairro Santa Terezinha, onde conseguiu visualizar o indivíduo D.N.R, de 21 anos, entrando na farmácia com uma mochila nas costas e, em seguida, entregando uma embalagem ao funcionário A.P.M, de 35. Após a ação, D.N.R evadiu do local.

Devido à atitude suspeita, os policiais adentraram na farmácia, onde abordaram o funcionário e averiguaram os papéis e objetos próximos ao balcão, tendo sido encontrados, em um envelope, seis comprimidos de “Cytotec”, conhecida substância utilizada em abortos.

Por sua vez, o então funcionário da farmácia informou aos policiais que havia pedido por telefone os medicamentos ao terceiro suspeito R.A.R, de 44 anos, pai do jovem de 21, que realizou a entrega da encomenda.

Em continuidade ao trabalho, investigadores, juntamente com os delegados Cleriston Lopes de Amorim e Mardio Bento Costa, procederam ao rastreamento dos suspeitos a fim de localizar pai e filho, os quais foram encontrados no bairro Vila Isa. Já em sua residência, foram encontrados, ainda, um envelope vazio de “Cytotec”, sete ampolas de “Lipostabil” e nove ampolas de “Stanozolol” (esteroide anabolizante).

Diante disso, foram arrecadados os materiais, e os suspeitos conduzidos em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, já que a substância “Misoprostol”, princípio ativo do “Cytotec”, está listada na portaria 344/98 da Anvisa, como substância proibida, considerada, portanto, droga ilícita.

Após serem ouvidos pela Autoridade Policial no plantão e autuados em flagrante, os suspeitos foram encaminhados ao sistema prisional, onde permanecem à disposição da Justiça.

Na quinta-feira (8) a Polícia Civil, juntamente com a Vigilância Sanitária, realizaram a interdição liminar da farmácia, que permanecerá lacrada por tempo indeterminado.

Farmácia foi lacrada pela Vigilância Sanitária (Foto: Divulgação/PCMG)

VER PRIMEIRO

Receba as notícias do Aconteceu no Vale em primeira mão. Clique em curtir no endereço www.facebook.com/aconteceunovale ou no box abaixo:


(Fonte: Ascom PCMG)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.